terça-feira, 22 de agosto de 2017

Confiante na permanência na Série B1, Thiago Campbell afirma: "Direito nosso"

O Barra Mansa está convicto de que não será rebaixado para a Série B2 do Campeonato Carioca. Essa é a confiança do treinador Thiago Campbell. Em campo, a equipe não pode mais escapar da zona de rebaixamento, mas o time do Sul Fluminense tem uma carta na manga: um recurso contra um possível atleta irregular do Carapebus.Triste por não conseguir a fuga do rebaixamento em campo, o comandante do Leão do Sul está confiante na permanência na Segundona Carioca, mas não escondeu a insatisfação pelos erros cometidos pelo clube neste ano.

"O Barra Mansa errou e pagou um preço por isso, mas o Carapebus também errou. É um direito nosso. Agora temos que recuperar isso fora de campo e aprender. Assim como aconteceu contra o Barra Mansa em 2015, quando o Nova Iguaçu reivindicou o mesmo problema e teve um ano seguinte muito melhor, precisamos aprender. Dentro de campo não fizemos por onde e espero que o clube aprenda".

"A gente acredita que o Barra Mansa não vai ser rebaixado. O fato do Carapebus é comprovado e não tem muito o que discutir, tanto que eles, através de uma nota, não negaram a irregularidade. O Barra Mansa já sabia dessa irregularidade e traçou uma meta mínima para tirar a diferença".

Tentando fazer o máximo de pontos possíveis, o Barra Mansa folga na próxima rodada e só volta a campo no dia 29 de agosto, quando enfrenta o Gonçalense, às 15h, no Estádio Alzirão.

Finte: FutRio

domingo, 20 de agosto de 2017

Sub 13 e sub 14 do Barra Mansa realizam amistosos interestaduais em Cruzeiro (SP)

Na manhã deste domingo (20 de agosto), as categorias sub 13 e sub 14 do Barra Mansa Futebol Clube atravessaram a fronteira entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo e foram para Cruzeiro, cidade paulista da região do Vale do Paraíba. As partidas foram contra o Cruzeiro Futebol Clube.

Atuando no Estádio Municipal Virgílio Antunes de Oliveira, o sub 13 do Barra Mansa venceu por 2 a 0, com gols de Luizinho e Luiz Felipe. No sub 14, a equipe barramansense empatou em 0 a 0 com a equipe paulista.

Sob o comando do técnico Carlinhos, as equipes sub 13 e sub 14 do Leão do Sul se preparam para o segundo turno da Série Prata do Campeonato Metropolitano.

#oleãoestávivo

Por Diogo de Oliveira Paula

sábado, 19 de agosto de 2017

Barra Mansa perde para o Artsul e aguarda decisão para ficar na B1

O Barra Mansa até tentou, mas não evitou a derrota para o Artsul na tarde deste sábado (18), no Estádio Nivaldo Pereira e agora aguarda a decisão dos tribunais para confirmar se está ou não rebaixado para a Série B2. O Tricolor da Dutra abriu 4 a 0 com gols marcados por Paulinho, Victor Lessa e Derek, duas vezes. O Leão do Sul descontou com Kaike e Jhonathan. A partida foi válida pela nona rodada da Taça Corcovado.

Assumindo a liderança do Grupo B, o Artsul volta a campo apenas no próximo sábado (26), quando encara o Carapebus no mesmo Estádio Nivaldo Pereira. Já o Barra Mansa folga na próxima rodada e encerra a participação na Série B1 de 2017 contra o Golçalense na ultima rodada.

As equipes começaram o jogo se estudando e se alternavam no ataque. A primeira chance clara só foi acontecer aos 11 minutos e foi ela que o Artsul abriu o placar. Derek avançou pelo lado esquerdo e tocou para Sérgio Alan, que bateu rasteiro. A bola resvalou já zaga e sobrou para Paulinho, que livre, tocou na saída de Santos: 1 a 0.

A equipe visitante só revidou aos 19 minutos quando Vinicius aproveitou cruzamento do lado esquerdo e bateu para boa defesa de Waldson. Mas foi o Artsul que voltou a marcar, quando o relógio marcava os 25 minutos, Edson fez boa jogada pelo lado esquerdo e bateu cruzado, contando com a ajuda de Santos que aceitou. Mas antes da bola entrar, Victor Lessa tocou para o fundo das redes: 2 a 0.

Antes mesmo do fim do primeiro tempo a equipe da casa ampliou. Derek foi lançado em velocidade e passou com facilidade por Bruno. Com tranquilidade, o camisa 10 tocou rasteiro e marcou o terceiro do jogo.

Com ampla vantagem no placar, o Artsul voltou para a segunda etapa com muita tranquilidade e logo fez o quarto tento. Victor Lessa implantou velocidade pela esquerda e tocou para Derek, que de dentro da área, tocou no canto de Santos.

Mas, depois da parada técnica, o Barra Mansa ressurgiu no jogo e fez dois gols em menos de três minutos. Aos 22, Kaike aproveitou sobra na pequena área e estufou as redes. Dois minutos depois Jhonathan bateu cruzado e venceu Waldson: 4 a 2. Tentando buscar pelo menos um empate, a equipe da casa até lutou, mas não conseguiu evitar a derrota e a queda para a Terceira Divisão do Rio de Janeiro.

19 de agosto de 2017
Barra Mansa 2x4 Artsul
Estádio Nivaldo Pereira (Nova Iguaçu - RJ)
Árbitro: José Waldson de Matos Modesto
Assistentes: Lucas Leite Padilha e Diogo Neto Corrêa Dique Turco
Barra Mansa: Santos; Tokinho, Bruno, Gustavo (Ian, 9'/2ºT) e Willian; Weslley (Walisson, 20'/2ºT), Sampson e Léo Torquato (Rodriguinho, 47'/2ºT); Jhonathan, Kaike e Vinicius. Técnico: Thiago Campbell.
Artsul: Waldson; Paulinho, Richard (Matheus, 16'/2ºT), Thiago e Edson; Blendon, Rogério Xodó e Sérgio Alan; Nelinho (Evandro, 22'/1°T), Derek e Victor Lessa. Técnico: Alessandro Moresche.
Gols: Paulinho, 11'/1T (0-1); Victor Lessa, 25'/1ºT (0-2);  Derek, 35'/1ºT (0-3); Derek, 13'/2ºT (0-4); Kaike, 22'/2ºT (1-4); Jhonathan, 24'/2ºT (2-4).
Cartões amarelos: Edson, Vinicius (BMA); Derek, Evandro (ART)
Cartão vermelho: Edson, 27'/2ºT (ART)

Fonte: FutRio

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Confiante na vitória, Barra Mansa enfrenta Artsul pela Série B1 do Carioca

Na tarde deste sábado (19 de agosto), o Barra Mansa Futebol Clube enfrentará o Artsul pela nona rodada do returno da Série B1 do Campeonato Carioca. A partida será às 15h no Estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu.

O técnico Thiago Campbell terá a volta do zagueiro Ian e dos meias Ceará e Sampson que estavam suspensos no jogo da rodada anterior. Sampson e Ceará devem entrar nos lugares de Zureia e Rodriguinho para fazer a contenção no meio de campo.

A escalação do Barra Mansa não foi confirmada para o jogo contra o Artsul, mas uma possível equipe poderá entrar em campo com: Santos; Tokinho, Bruno, Gustavo e Will; Ceará, Sampson e Léo Torquato; Jonathan, Kaike e Vinicius Santos.

#oleãoestávivo

Por Diogo de Oliveira Paula

Auxiliar Alan Lins fala sobre as expectativas pela permanência do Barra Mansa na Série B1

A disciplina militar aliada ao companheirismo conquistado com o grupo de jogadores, Alan Lins é o auxiliar técnico do Barra Mansa Futebol Clube desde o período em que Luiz Fernando Irala estava à frente do comando técnico do clube.

Alan Lins tem formação de Treinador de Futebol pela Associação Brasileira dos Treinadores Esportivos, localizada em São Paulo, onde teve a oportunidade de fazer um estágio no XV de Piracicaba em 2016, fazendo parte da comissão técnica campeã da Copa Paulista.

Alan explicou sobre como surgiu a oportunidade de fazer parte da comissão técnica do Barra Mansa:

"Através do grande amigo Kaeco, jogador do Barra Mansa, acabei conhecendo o Luiz Fernando, que me deu a oportunidade de trabalhar com ele como Auxiliar Técnico do clube. Com a saída dele, tive a oportunidade de conhecer o Thiago, que me manteve no cargo".

Alan ainda falou sobre sua relação com o grupo de jogadores e sobre as expectativas dele pela permanência do Barra Mansa na Série B1:

"Tenho uma ótima relação com todos os jogadores e comissão técnica. Tenho orgulho de estar fazendo parte desta equipe maravilhosa. Também vejo a dedicação de cada um do elenco em sair dessa situação, da qual o Barra Mansa não merece estar. Tenho certeza que daremos a volta por cima, pois o grupo está cada dia mais unido e focado no objetivo que é permanecer na Série B1".

Neste sábado (19 de agosto), o Barra Mansa Futebol Clube entra em campo pela nona rodada da Série B1 do Campeonato Carioca. A partida será contra o Artsul, às 15h, no Estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu.

#oleãoestávivo

Por Diogo de Oliveira Paula

Helder Bruno é destaque na preparação de goleiros do Barra Mansa

No Barra Mansa Futebol Clube desde 2014, Helder Bruno Campos Ferreira é professor de Educação Física e um dos profissionais mais dedicados e comprometidos da comissão técnica do clube, atuando como preparador de goleiros das equipes principal, sub 20, sub 17 e sub 15.

Helder Bruno falou sobre sua trajetória no clube desde que iniciou seu trabalho na categoria sub 20 em 2014:

"Cheguei no Barra Mansa em 2014 por intermédio do preparador físico Daniel Martins, que trabalhava na categoria sub 20, um amigo pessoal e de infância que me ajudou a entrar no clube. Iniciei numa equipe de trabalho onde éramos todos jovens e buscávamos crescer e ganhar mercado no futebol. Nessa equipe éramos eu, Daniel e o Thiago Campbell - treinador do sub 20. Com um trabalho bom logo no começo e o apoio do preparador de goleiros do profissional Adriano Padilha, fui ganhando confiança e evoluindo ainda mais no ramo. Em 2014 fui campeão do interior com o sub 20 e fui auxiliar do preparador de goleiros do profissional no acesso do clube em 2014. No primeiro semestre de 2015, continuei na categoria sub 20 no Carioca da Série A. Já no segundo semestre, surgiu a oportunidade de trabalhar no profissional na competição da Copa Rio e desde então continuei trabalhando na categoria profissional no campeonato de 2016. Neste ano, após uma passagem rápida de trabalho na equipe do Volta Redonda FC na Copa São Paulo de Futebol Júnior, retornei para o clube para ajudar a equipe no campeonato carioca de 2017".

Helder também falou sobre os objetivos do seu trabalho à frente da função de preparador de goleiros do Barra Mansa:

"O foco do meu trabalho sempre foi evoluir e formar atletas para que consigam seus objetivos profissionais no meio do futebol. Desde que iniciei meu trabalho no clube, já consegui ajudar vários goleiros a alcançarem voos maiores. O goleiro Lucas Alves que hoje reintegra o grupo do profissional como segundo goleiro. Sidney no profissional do Resende e o Juan no sub 20 do Resende também. O Pedro Nunes, uma joia do clube que tem um futuro promissor e que tem propostas para sair do clube pelo seu trabalho feito. E eu também faço um trabalho com os garotos do sub 15 e sub 17 onde os goleiros que estão sempre sendo destaques em suas categorias em todos os campeonatos que disputam. E hoje eu tenho a certeza que foi a profissão que Deus me deu para seguir meu sonho e espero alcançar algo melhor na minha carreira profissional".

Neste próximo final de semana, Helder mais uma vez não terá descanso. No sábado (19 de agosto), ele viajará com as equipes sub 20 e principal para Nova Iguaçu, onde ajudará os goleiros a se prepararem para os confrontos contra o Artsul pela nona rodada da Série B1 do Campeonato Carioca. 

#oleãoestávivo

Por Diogo de Oliveira Paula

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Barra Mansa entrará com recurso contra o Carapebus por atuação de um jogador irregular

Na tarde desta quinta-feira (17 de agosto), a diretoria do Barra Mansa Futebol Clube se movimentou para buscar informações sobre a suspensão de seis jogos não cumprida pelo atleta do Carapebus Welington Rodrigues Soares, julgado e condenado pelo TJD no dia 14 de julho.

A condenação ocorreu em função de um episódio na partida em que o Carapebus perdeu do Olaria por 3 a 0, em 21 de junho, pela oitava rodada do primeiro turno da Série B1 do Campeonato Carioca. Na ocasião, o atleta Welington foi expulso diretamente com um cartão vermelho aos 30 minutos do segundo tempo após atingir com um chute o jogador Fernando, do Olaria, sem a bola estar em jogo.

O atleta cumpriu a suspensão automática de um jogo na rodada seguinte, quando foi derrotado pelo Audax por 5 a 1, em 28 de junho. No dia 14 de julho, ele foi julgado e condenado a 6 jogos de suspensão. E no dia 15 de julho, Welington atuou na partida diante do Goytacaz, pela primeira rodada do returno. Além disso, o jogador continuou atuando nas rodadas posteriores sem cumprir suspensão nos jogos contra Tigres, Serrano e Barra da Tijuca.

Há de se ressaltar que o atleta Welington está inscrito na competição como atleta amador, fato que diminui a punição pela metade. Ainda assim, ele deveria ter cumprido a suspensão de três jogos, o que não foi obedecido, já que o jogador apenas cumpriu uma suspensão automática.

Diante dos fatos, o Barra Mansa entrará com recurso solicitando a perda de 15 pontos do Carapebus, uma vez que o atleta Welington atuou irregular em quatro partidas, com isso o clube perde 3 pontos por partida e mais os pontos conquistados nestas quatro partidas (3 pontos em 3 empates).

Com as perdas dos pontos, o Carapebus seria rebaixado e o Barra Mansa sairia da zona de rebaixamento brigando pela vaga com Queimados e São Cristóvão. Hoje o Leão do Sul tem 11 pontos, Queimados tem 5 e São Cristóvão tem apenas 4.

Lateral Tokinho fala sobre seu gol e sobre empenho dos atletas do Barra Mansa

Na tarde desta quarta-feira (16 de agosto), o Barra Mansa Futebol Clube foi muito valente ao empatar com o Duque de Caxias em 1 a 1 na casa do adversário, no Estádio Marrentão, na Baixada Fluminense, pela oitava rodada da Série B1 do Campeonato Carioca. O Leão do Sul vencia até os 44 minutos do segundo tempo, quando a equipe caxiense empatou com gol de pênalti.

Autor do gol do Barra Mansa, Tokinho fala da importância do gol para ele e para todo o grupo de atletas:

"Esse gol não é só importante pra mim, mas para todo o elenco. Muito gratificante entrar em campo com esses guerreiros. Um correndo pelo outro. Empenho e dedicação fora do normal. Ontem mais uma vez nos superamos. Tivemos um jogador no banco mas fomos lá na casa dos caras e conquistamos um ponto e por pouco não saímos com os três pontos.Temos que agradecer a Deus por tudo, pois Ele tem nos sustentado."

Na próxima rodada, a equipe do Barra Mansa enfrenta o Artsul no próximo sábado (19 de agosto), às 15h, no Estádio Jair Toscano, em Angra dos Reis.

#oleãoestávivo

Por Diogo de Oliveira Paula

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Fora de casa, Barra Mansa empata com Duque de Caxias

Sob chuva e frio, Duque de Caxias e Barra Mansa empataram em 1 a 1 nesta quarta-feira (16 de agosto), no Marrentão, pela oitava rodada da Taça Corcovado. Assim como o tempo, o resultado foi nebuloso para as duas equipes em seus respectivos objetivos: enquanto o Leão do Sul segue na zona de rebaixamento e pode cair já na próxima rodada, o Tricolor da Baixada é apenas o sétimo no Grupo B.

O primeiro tempo foi para se esquecer. Só não dá pra dizer que os goleiros não tiveram trabalho pois, aos 27 minutos, Jaime se chocou com um adversário dentro da área, sentiu o joelho e foi substituído pelo reserva Bernardo. De resto, pouca emoção e nenhuma finalização de perigo que pudesse realmente ser destacada.

Já no segundo tempo, a partida esquentou, especialmente aos 11 minutos. Em contra-ataque puxado com velocidade, a bola parou nos pés do lateral-direito Tokinho que, de canhota, não deu chances para o goleiro Bernardo e abriu o placar para os visitantes.

O gol incendiou o jogo. Palinha, técnico do Duque de Caxias, colocou o time para frente e apostou na entrada dos atacantes Sampaio e Nathan (artilheiro do campeonato, que ainda não estava completamente recuperado de lesão e foi para o sacrifício). O jogo virou um ataque contra defesa.

Entretanto, apesar de ter a bola nos pés, o Duque esbarrou no próprio nervosismo. Duas chances foram criadas: uma com Léo Guerreiro, em chute da marca do pênalti que foi pra fora, e outra com o Pedro Henrique, que arriscou de longe e obrigou Santos se esticar e defender.

Com o tempo passando, o clima ficou ainda mais tenso, e o Barra Mansa - que só tinha um jogador no banco de reservas - se segurou como pôde. Santos ainda foi exigido novamente em chute de Igor Leandro, do bico direito da grande área, praticando defesa no cantinho com a ponta dos dedos.

No entanto, aos 44 minutos, não teve jeito. De tanto insistir, o Duque de Caxias conseguiu um pênalti após Nathan ser derrubado na grande área. Na cobrança, Léo Guerreiro bateu firme, no canto do goleiro Santos, arrancando ao menos o empate para os donos da casa.

Na próxima rodada, a equipe do Barra Mansa enfrenta o Artsul no próximo sábado (19 de agosto), às 15h, em mando de campo a ser definido pelo clube barramansense.

16 de agosto de 2017
Duque de Caxias 1x1 Barra Mansa 
Estádio Marrentão (Duque de Caxias-RJ)
Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves
Assistentes: Ivan Silva Araújo e Dyego Giannini Ramos
Duque de Caxias: Jaime (Bernardo, 27'/1ºT); Carlinhos, Thiago Eleutério, Pedro Henrique e Flavinho; Sassá (Sampaio, 12'/2ºT), Darlan e Marques; Igor Leandro, Alex Alcântara (Nathan, 12'/2ºT) e Léo Guerreiro. Técnico: Palinha
Barra Mansa: Santos; Tokinho, Bruno, Gustavo e Willian; Weslley (Deco, 33'/2ºT), Rodriguinho e Léo Torquato; Jhonathan, Kaike e Vinicius. Técnico: Thiago Campbell.
Cartões amarelos: Nathan, Pedro Henrique (DUQ); Bruno (BMA)
Gols: Tokinho, 11'/2ºT (0-1); Léo Guerreiro 44'/2ºT (1-1)

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Thiago Campbell vê evolução no Barra Mansa e acredita em permanência na Série B1

O Barra Mansa Futebol Clube segue tentando se livrar da zona de rebaixamento da Série B1 do Campeonato Carioca. Com quatro rodadas restando, o Leão do Sul ainda tem três partidas, o mesmo número de partidas do Carapebus, primeira equipe fora da zona da degola.

Com 5 pontos a menos que o principal adversário, o treinador Thiago Campbell vê uma evolução no time, dentro e fora de campo. Ele ainda afirmou que a equipe barramansense ganhou um fôlego a mais com a última vitória.

"O Barra Mansa leva uma vantagem nessas rodadas finais pois eu já vinha falando, desde que assumi, que o nosso maior problema era a logística fora das quatro linhas. Temos um pouco de conhecimento sobre isso e a evolução veio. O time vai ganhando fôlego e força pois está estruturado, ao contrário dos nossos adversários que estão vindo de um certo desgaste e falta aquele algo a mais. Esse algo a mais o Barra Mansa vai começar a ganhar nesse final. Merecíamos vencer o Goytacaz e o Barra da Tijuca, a evolução aconteceu".

O técnico ainda falou sobre a partida contra o Duque de Caxias nesta quarta-feira:

"Estamos preocupados em não errar e está monitorando os adversário para possíveis erros. Com isso, jogando contra o Duque de Caxias, no Estádio Marrentão, que possui dimensões menores. Vamos mandar para campo jogadores de velocidades aguerridos, o que vai levar dificuldade ao adversário. A confiança é outra. Faltava o resultado, que veio na última partida".

Na próxima rodada, o Barra Mansa entra em campo na quarta-feira (16 de agosto), às 15h, contra o Duque de Caxias, no Estádio Marrentão, na Baixada Fluminense.