quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Divulgado novo gestor do futebol do Barra Mansa FC

BARRA MANSA

Após meses de negociação e tentativa de resolução de impasses, o Barra Mans Futebol Clube (BMFC) enfim tem um novo gestor. Trata-se da empresa Seven Soccer, que irá assumir a gestão da equipe pelos próximos quatro anos.

O acordo foi enfim assinado pelo presidente Anderson Florentino na noite da última terça-feira e a empresa já trabalha para montar a equipe que irá disputar a Série B do Campeonato Carioca, que tem início em maio.

Uma das exigências contratuais por parte da diretoria do BMFC era que o clube jogasse no Estádio Leão do Sul neste ano. Em 2016, o time atuou em Resende por falta de laudo da Polícia Militar em sua própria casa, impedindo a realização de partidas no seu estádio localizado no bairro Colônia Santo Antônio.

A partir de agora, os impasses documentais e a obra necessária para a liberação do Leão do Sul passam a ser de responsabilidade da Seven Soccer. A expectativa da diretoria é que a apresentação formal da empresa e do gestor já seja feita na semana após o carnaval. Nomes de jogadores que irão defender a equipe nesta temporada também deverão ser revelados no início de março.

EMPRESA

A Seven Soccer é dirigida pelo gestor Anderson Finelli, incluso no ramo da do futebol desde 1998. Em seus anos de carreira, estabeleceu relações com diversos empresários de jogadores renomados, como D’Alessandro – hoje no Internacional, Luan – campeão olímpico com a Seleção Brasileira, Leandro Damião – hoje no Flamengo, dentre outros.

Estagiou na França e tem formação em Gestão Esportiva e Estratégias de Marketing. Também já prestou serviços a William Pacheco – ex-jogador do Corinthians, Nicolas Careca – jovem atacante do Grêmio e Wallace – hoje atuando no futebol alemão.

A finalidade da empresa é levar investidores a saúde administrativa e a revitalização da credibilidade do Barra Mansa junto com seus parceiros. A Seven Soccer também assume a responsabilidade de quitar dívidas existentes do clube, existentes por más administrações anteriores, pelos próximos quatro anos.

Fonte: A Voz da Cidade

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Jornal Aqui: "Contrato com Barra Mansa já está assinado"

Em entrevista ao repórter João Bosco, da Rádio do Comércio, um dos representantes do grupo gaúcho que vai gerir o futebol do Leão, Anderson Finelli confirmou que o contrato com o Barra Mansa Futebol Clube já está assinado. Só que a diretoria, através da sua assessoria, desmente a informação, garantindo que o caso depende de uma decisão a ser tomada pelos conselheiros, já que um grupo chinês também estaria interessado em assumir o futebol do Leão. Debaixo deste angu tem carne!

Fonte: Coluna Bate Bola do Sérgio Luiz, Jornal Aqui

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

ALADIN


Amistosos 1966

2/10/1966
Barra Mansa 2x2 Barbará
Local: Barra Mansa
Gols: Luizinho e Zé Maria
Barra Mansa: Aldo, Roberto, Ênio, Sargento e Pedal; Doca e Luizinho; Jacaré (Garrinchinha), Odir, Tarugo e Zé Maria.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Campeonato Citadino 1959

5/7/1959 (1ª rodada returno)
Barra Mansa x Vila Nova
Local: Barra Mansa

# Nota do Barra Mansa campeão no Torneio Início de 1959

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Barra Mansa quer voltar à elite do carioca

Por Luiz Almeida

Rio - Uma nova era está prestes a surgir no Barra Mansa Futebol Clube. É que o Leão do Sul, como é chamado pelos seus torcedores, aposta em uma gestão profissional para voltar a ser uma das potências dos gramados do Estado do Rio. Para tanto, o clube passará a contar com uma empresa parceira para gerir exclusivamente o departamento de futebol e fazer bonito na Série B do Campeonato Carioca, que começa no dia 13 de maio.

De acordo com Alysson Costa, diretor de Marketing e Comunicação do Barra Mansa, atualmente há um rombo nas finanças na ordem de R$ 700 mil. Mas a chegada de uma empresa parceira vai servir para sanear as finanças, montar uma equipe forte para a segundona e deixar o estádio Leão do Sul em condições de receber jogos. “A nova diretoria quer deixar um legado. Por isso a parceira, que vai quitar todos os passivos, liberar nosso estádio e, é claro, montar um time competitivo, com foco na ascensão à Série A do Carioca”, enumera o diretor do clube.

Alysson Costa, contudo, faz mistério sobre os reforços que deverão chegar. Ele adianta apenas que a emprega gestora ficará responsável pela montagem do time e que os trabalhos vão ter início já no dia 19 de fevereiro. “A equipe ainda não está fechada e o plantel está sendo alinhavado. O que sabemos é que vamos ter grandes jogadores atuando com a camisa do Leão. Entre eles, a promessa Lucas Lima, que volta ao clube”, destaca o diretor.

Os reforços têm sua razão. de ser. Para Alysson Costa, a Série B é um torneio cada vez mais difícil, com várias equipes com tradição e passagens pela primeirona. Ele cita América, Americano, Friburguense e São Cristóvão como adversários duros de encarar. “Todas equipes são muito difíceis, já que o campeonato é ganho jogo a jogo. Vai ser preciso suar a camisa, pois não vai ter jogo fácil. Essa é a verdade”, pondera.

Segundo o diretor, a volta à elite do Carioca não é um sonho tão distante para a diretoria e os torcedores do clube. Isso porque, em 2015, o Leão do Sul disputou pela primeira vez a Série A e conquistou os pontos necessários para se manter na primeirona. “Acabamos caindo por erros fora do campo, com jogadores escalados irregularmente”, lamenta o diretor.

Fonte: Jornal O Dia

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Jornal Aqui: "Grupo de empresários gaúcho vai assumir o futebol do Barra Mansa"

Segundo o cronista esportivo Sérgio Luiz, na coluna do Bate Bolado, do Jornal Aqui desta segunda-feira (6 de fevereiro), o Barra Mansa Futebol Clube deve mesmo ser administrado por um grupo de empresários gaúcho pelos próximos 4 anos. Veja mais detalhes abaixo:

Barra Mansa I
Um grupo gaúcho vai assumir o futebol do Barra Mansa pelos próximos quatro anos, sendo que os empresários terão que desembolsar R$ 600 mil para quitar as dívidas do Leão. Os passes dos jogadores profissionais e juniores serão a ser do grupo, que promete reformar o estádio da Colônia Santo Antônio para colocá-lo em condições de uso no estadual da segundona, que começa no dia 13 de maio. O descumprimento de qualquer uma das cláusulas causará a rescisão do contrato.   

Barra Mansa II 
Uma cláusula que deve gerar polêmica é a que diz respeito ao local onde o Barra Mansa ficará sediado. As informações dão conta que será em um hotel fazenda de Vassouras, retornando à Toca do Leão só às vésperas de um jogo. Entendo que saindo de Barra Mansa, o Leão perderá um pouco da sua identidade. Por outro lado, entendo que não havia outra saída. Ou o Barra Mansa arrendava o time ou encerrava suas atividades por falta de grana. Tomara que tudo dê certo.

Fonte: Jornal Aqui

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Ajuda ao Leão! Clubes da B1 terão isenção nas despesas de borderô

Clubes da B1 e B2 terão isenção nas despesas; estádios só com laudos em dia

A ideia da FERJ é repetir o regulamento disputado na Série A deste ano, com exceção da fase seletiva, nas Séries B1 e B2. Já na parte financeira, os clubes dessas divisões terão isenção de 100% das despesas provenientes de borderô, conforme informado pela assessoria de imprensa da entidade. Além disso, só serão realizados jogos nos estádios que estiverem com todos os laudos técnicos em dia. Poderão ainda ser inscritos atletas sem limite de idade.

Na Série C, a questão envolvendo os laudos periciais dos estádios ainda não possui definição. Quanto às inscrições, a idade limite permitida para adição de atletas será de no máximo 23 anos de idade.

Fonte: FutRio

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Barra Mansa na briga: arbitral define início de Séries B1 e B2 para maio

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) realizou uma reunião Arbitral nesta segunda (30) para finalizar alguns detalhes relativos às Séries B1, B2 e C. A entidade definiu para o dia 13 de maio, o início das Séries B1 e B2, nova nomenclatura para as antigas Séries B e C Estaduais. A Série B1 será disputada por 21 equipes, enquanto a Série B2, terá a presença de 12 agremiações.

O antigo Torneio Amistoso, agora formatado como a Série C Estadual, terá início no dia 2 de julho. Neste campeonato, os times que estiverem regulares junto à Federação, estarão na disputa. A competição ainda não possui uma definição quanto à reunião Arbitral, mas sabe-se que será disputada nos mesmos moldes da antiga Série C, com atletas com idade inferior a 23 anos.

Estarão na disputa da Série B1: America, Americano, Artsul, Audax Rio, Barcelona, Barra da Tijuca, Barra Mansa, Duque de Caxias, Friburguense, Gonçalense, Goytacaz, Itaboraí, Olaria, Queimados, Sampaio Corrêa, São Cristóvão, São Gonçalo EC, Serra Macaense e Serrano; além de duas equipes rebaixadas da Série A.

Na Série B2, os times que estarão na disputa são esses: Angra dos Reis, Araruama, Bela Vista, Belford Roxo, Ceres, Duquecaxiense, Futuro Bem Próximo, Juventus, Mesquita, Nova Cidade, Rio de Janeiro, Rio São Paulo.

 A listagem das equipes que estão presentes na Série C ainda não foi divulgada.

Fonte: FutRio

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

FERJ convoca reunião do Conselho Arbitral das Séries B1, B2 e C do Estadual

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) publicou edital de convocação nesta segunda-feira (23), em seu site oficial, convocando os clubes participantes das Séries B1, Série B2 e Série C do Campeonato Carioca para as reuniões do Conselho Arbitral das três competições, que acontecerão juntas, a partir das 14h da próxima segunda-feira, na sede da entidade, no bairro do Maracanã, na cidade do Rio.

Conforme pauta publicada no documento oficial, os seguintes assuntos estarão na ordem do dia durante o encontro entre os gestores da Federação e dirigentes dos clubes: conhecimento das condições para participação nos certames, início das disputas, regulamentos, laudos técnicos dos estádios e assuntos gerais.

Em Assembleia Geral realizada no final do ano passado, ficou definido que o Rio de Janeiro voltará a ter quatro divisões em 2017. Além da elite, que já está em andamento desde o dia 11, também serão disputadas a Série B1 (segunda divisão), Série B2 (antiga Série C) e a nova Série C, que na prática funcionará como o quarto pelotão do Rio de Janeiro, aberto a times que estavam licenciados e novos filiados.

Fonte: FutRio