quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Departamento Científico do Barra Mansa se reúne para definir periodizações da base

Na noite desta quarta-feira (27 de fevereiro), realizou-se no Clube Municipal a reunião do Departamento Científico da base do Barra Mansa Futebol Clube. Sob o comando do coordenador Daniel Martins, foram definidas com os estagiários as periodizações de cada categoria de base.

Ficou definida a metodologia de trabalho implantada nas categorias sub 13, sub 15 e sub 17, como padrões de aquecimentos nos dias de jogos e os dados que deverão ser coletados. Durante o início da reunião, os estagiários levaram artigos, com os quais foi discutida a montagem da periodização.

Na reunião, buscou-se um trabalho em conjunto com ideias dos próprios estagiários, o que facilita o crescimento de todo o projeto. Os trabalhos voltam no dia 12 de março e nos dias 18 e 19 de março serão realizadas as avaliações físicas das categorias sub 13, sub 15 e sub 17, com o fisiologista Marcelo Klein.

Por Diogo de Oliveira Paula
Foto e contribuição de texto por Vinícius Valim

PATROCINADORES

Barra Mansa disputará Taça Os Donos da Bola nas categorias sub 11 e sub 12

O calendário da Taça Os Donos da Bola foi divulgado no dia 12 de fevereiro. O Barra Mansa Futebol Clube confirmou nesta semana a participação das equipes sub 11 e sub 12 na competição estadual, que terá início no fim de semana dos dias 16 e 17 de março e terminará no fim de semana dos dias 29 e 30 de junho.

Conforme o regulamento divulgado, cada categoria contará com 16 equipes, as quais serão divididas em dois grupos de oito times cada. Os quatro melhores colocados de cada grupo avançam para as quartas de final. A competição contará com a participação das principais equipes do futebol carioca - Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo

A Taça Os Donos da Bola é uma competição com apoio da FFERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Além disso, várias partidas serão transmitidas pelo canal YouTube e o programa esportivo Os Donos da Bola - da TV Band Rio - apresentará os gols de cada rodada.

Por Diogo de Oliveira Paula

PATROCINADORES

domingo, 24 de fevereiro de 2019

Barra Mansa já tem provável adversário na primeira fase da Copa Rio

Comemoração do BMFC em 2014 no campo do Tigres 
Após a Federação divulgar o regulamento e prévia da tabela da Copa Rio, o Barra Mansa Futebol Clube já tem o seu provável adversário na primeira fase da competição. O Tigres do Brasil deverá ser o oponente se considerarmos o diagrama do torneio, no qual se prevê o confronto entre o sétimo colocado da Séries B1 (Tigres) contra o sétimo da B2 (Barra Mansa) no Campeonato Carioca do ano passado.

Barra Mansa e Tigres já são velhos conhecidos, já que em 2014 os dois clubes conquistaram juntos o acesso à Série A. Ao todo, as duas equipes já se enfrentaram oficialmente em doze oportunidades, sendo 6 vitórias para a equipe da baixada fluminense, 3 vitórias do Leão do Sul e 3 empates. Mas o Barra Mansa leva vantagem em partidas decisivas, uma vez que na decisão de 2014 foi o Leão que levou a melhor e ficou com o título de campeão da Série B.

As duas partidas entre Tigres do Brasil e Barra Mansa pela primeira fase da Copa Rio de 2019 já têm datas marcadas para os dias 5 de junho e 12 de junho (ambas na quarta-feira). Será a primeira vez que as duas equipes se enfrentarão em jogos válidos pela Copa Rio.

Por Diogo de Oliveira Paula

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Barra Mansa está confiante em implantar um modelo de gestão para as categorias de base

Na noite desta última quarta-feira (20 de janeiro), o departamento das categorias de base do Barra Mansa Futebol Clube se reuniu no Clube Municipal para direcionar os objetivos e as metas para a temporada 2019.

Para o coordenador da base Daniel Martins, a base vem forte. Ele falou sobre sua empolgação com o desafio e com a chegada de novos membros:

"Estou muito entusiasmado e motivado pelo grande desafio a se desenvolver no clube. Há 5 anos entrava no clube na preparação física, da mesma forma que hoje esses estagiários estão entrando. Passa aquele filme, onde compartilhei com eles durante a reunião a minha trajetória dentro do próprio clube".

Todos os estagiários já receberam seus uniformes e já estão alocados em suas respectivas categorias. Abaixo, segue a lista dos novos integrantes:

Fernando - Auxiliar Técnico Geral
Kaike - Auxiliar Técnico sub 17
Ryan - Preparador Físico sub 17
Josemar - Preparador Físico Sub 15
Almachio - Preparador Físico Sub 13
Clauber - Preparador de Goleiros
Scarlet - Análise de Desempenho
O departamento reunido com o vice-presidente Genivaldo e com o treinador do sub 17 Carlinhos
Nessa primeira reunião, foram direcionados o objetivo e a meta do departamento para a temporada. De 15 em 15 dias haverá reuniões com todos os estagiários para avaliarmos os trabalhos, realizarmos o balanço dos fatos positivos e negativos para evoluirmos a cada dia.

Além disso, com o aval do vice-presidente Genivaldo, o departamento pretende realizar palestras com profissionais de fora, em que todos estagiários deverão estar presentes. Essas palestras terão como objetivo o crescimento e a troca de experiências para o crescimento e capacitação de nossos estagiários. No próximo dia 27, o departamento estará novamente reunido para a montar o planejamento e a periodização dos trabalhos de cada categoria.

"Vale ressaltar o total apoio, confiança e liberdade que o vice presidente Genivaldo tem nos dado, junto com os treinadores. Estamos no caminho certo. Dentro da nossa realidade, iremos buscar trazer o melhor para o clube dentro da ciência e, de forma bem clara, implantar modelos atuais na área fisiológica e da área de Análise de Desempenho", encerrou Daniel Martins.

Por Diogo de Oliveira Paula

PATROCINADORES

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Comissão técnica da base do Barra Mansa se reúne para alinhar metodologia de trabalho

Na tarde desta terça-feira (19 de fevereiro), a comissão técnica das categorias de base do Barra Mansa Futebol Clube se reuniu para definir a linha de trabalho a ser seguida nas próximas semanas de preparação das equipes para as competições estaduais.

O coordenador científico da base - Daniel Martins - falou um pouco sobre a reunião de hoje:

"Iniciamos os trabalhos. Formamos um grupo. Estamos com três preparadores físicos (sub 13, sub 15 e sub 17), um auxiliar técnico e um preparador de goleiros. Alinhamos a metodologia de trabalho com todos os treinadores. Estou trabalhando em cima disso: de organizar o departamento, de falar a mesma linguagem e trabalhar de forma conjunta".

Para a temporada 2019, a base do Barra Mansa disputará as seguintes competições oficiais: Campeonato Carioca sub 15 e sub 17, Campeonato Metropolitano sub 13 e sub 14, Copa Light sub 13, sub 15 e sub 17, além de competições regionais com as categorias sub 9, sub 10, sub 11 e sub 12.

Por Diogo de Oliveira Paula

PATROCINADORES

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Barra Mansa FC oferece oportunidades para estagiários de Educação Física e Jornalismo

O Barra Mansa Futebol Clube está abrindo oportunidades para acadêmicos estagiarem nas várias equipes de futebol e departamentos que o clube mantém neste momento.

As vagas serão destinadas a acadêmicos do curso de Educação Física e oferecerão experiências a futuros profissionais que tenham interesse em atuar em diversos setores do futebol, como:
- preparação física, 
- análise de desempenho,
- auxiliar técnico.

Além disso, há vagas também para acadêmicos dos cursos de Jornalismo e Publicidade que oferecerão experiências a futuros profissionais que tenham interesse em atuar com:
- jornalismo esportivo,
- marketing esportivo.

Para mais informações, entrar em contato com o membro da comissão técnica Daniel Martins - pelo telefone (24) 99291-2478.

Por Diogo de Oliveira Paula

PATROCINADORES

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Daniel Martins retorna ao Barra Mansa como coordenador científico da base

Daniel Martins entre o treinador Carlinhos e o vice-presidente Genivaldo
Na tarde deste domingo (17 de fevereiro), foi confirmado pelo vice-presidente do Barra Mansa - Genivaldo Silva - o retorno de Daniel Martins ao Leão do Sul na função de coordenador científico das categorias de base. Daniel foi atleta da base antes de fazer parte da comissão técnica da equipe sub 20 do Barra Mansa em 2015 e, posteriormente, trabalhou em vários clubes como Volta Redonda, Vasco da Gama e Rio São Paulo.

Daniel Martins falou sobre seu retorno e também sobre os próximos passos do seu trabalho no Barra Mansa:

"Retorno para o clube onde iniciei minha carreira e cresci profissionalmente. É uma honra vestir essa camisa, defender as cores de um clube centenário que tem a maior torcida do sul do estado. Assumo a função de Coordenação Científica da Base, visando criar um planejamento metodológico para a base do clube".

"No primeiro momento é reunir com as comissões técnicas de suas respectivas categorias, analisarmos o calendário de campeonatos, os objetivos da temporada,  para tratarmos a periodização dos treinamentos. A longo prazo, vamos buscar realizar um trabalho maturacional na base, para realizar esse acompanhamento, criando um banco de dados, para facilitar as transições de categorias dos atletas, lembrando que a cidade é um celeiro de craques".

"Chego com esse objetivo, de formar, revelar atletas com DNA do clube, se tornar uma referência de formação na região. Ao mesmo tempo que daremos total ênfase na formação, em paralelo, buscaremos títulos na base, pois formar ganhando é o ideal, criar esse perfil de conquista no atleta".

Genivaldo também falou sobre a importância da chegada de Daniel ao clube:

"Neste momento a base do Barra Mansa está em plena ascensão e precisava de um profissional que pudesse fazer o trabalho científico: saber pelo peso, altura, percentual de gordura dos atletas, qual a melhor preparação física. Ele vai fazer a análise de desempenho e trazer para o grupo a experiência de já ter disputado a Copa São Paulo pelo Volta Redonda, ter curso da Escola Europeia de Futebol, ter passagens como preparador físico pelo sub 20 e profissional do Barra Mana e, no ano passado, como treinador chegou à semifinal do Carioca Sub 17".
Daniel Martins quando atuou na comissão técnica do sub 20 do Barra Mansa

Por Diogo de Oliveira Paula

PATROCINADORES

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Barra Mansa lança campanha "Parceiros da Base" para captar receitas para a temporada

A comissão técnica das categorias de base do Barra Mansa Futebol Clube lançou nesta quinta-feira (14 de fevereiro) a campanha "Parceiros da Base" em reunião com os pais dos atletas no Colégio Municipal Vieira da Silva, no centro de Barra Mansa. O projeto visa a captação de novos parceiros para contribuir com a manutenção das equipes da base do Leão do Sul nas competições durante a atual temporada.

O torcedor ou parceiro que tiver interesse em se associar ao programa "Parceiro da Base" poderá ligar para o número (24) 98821-3564 e optar por um dos plano abaixo:

1. PARCEIRO DA BASE LEÃO FIEL | R$25,00 (MENSAIS)
- DESCONTO DE 20% NA COMPRA DE KITS OFICIAIS DO CLUBE.

2. PARCEIRO DA BASE LEÃO DE PRATA | R$50,00 (MENSAIS)
- DESCONTO DE 20% NA CANTINA DO ESTÁDIO LEÃO DO SUL.
- DESCONTO DE 30% NA COMPRA DE KITS OFICIAIS DO CLUBE.
- DESCONTO DE 50% NO VALOR DA PASSAGEM DE ÔNIBUS PARA UM ACOMPANHANTE EM UM JOGO FORA DE CASA POR MÊS. 
- UMA CAMISA DA BASE DO BARRA MANSA.

3. PARCEIRO DA BASE LEÃO DE OURO | R$100,00 OU MAIS VALORES (MENSAIS)
- DESCONTO DE 20% NA CANTINA DO ESTÁDIO LEÃO DO SUL.
- DESCONTO DE 40% NA COMPRA DE KITS OFICIAIS DO CLUBE.
- DESCONTO DE 100% NO VALOR DA PASSAGEM DE ÔNIBUS PARA UM ACOMPANHANTE EM UM JOGO FORA DE CASA POR MÊS. 
- UMA CAMISA DA BASE DO BARRA MANSA.

O empresário ou comerciante que tiver interesse em ser um "Parceiro da Base" exibindo sua marca nos espaços oferecidos pela base do Barra Mansa pode ligar para o número (24) 98821-3564 e optar pelas modalidades abaixo:

Para a temporada 2019, a base do Barra Mansa disputará as seguintes competições oficiais: Campeonato Carioca sub 15 e sub 17, Campeonato Metropolitano sub 13 e sub 14, Copa Light sub 13, sub 15 e sub 17, além de competições regionais com as categorias sub 9, sub 10, sub 11 e sub 12.

Por Diogo de Oliveira Paula

PATROCINADORES

Máster do Barra Mansa volta a campo neste sábado (16) em Volta Redonda

Neste próximo sábado (16 de fevereiro), ex-atletas da geração anos 90 do Barra Mansa Futebol Clube entrarão em campo em partida amistosa contra a equipe dos Amigos Veteranos Califórnia. O evento será realizado no Campo do São Luiz da Barra, em Volta Redonda, e terá início às 8h30 da manhã.

Entre os jogadores confirmados para a grande partida estarão Sandro Magrão, Ci, Rubinho, Juarez, Ricardo Toddynho, Palito, Claudinei, Luiz Fernando, Vanderlan, Dão, Mazinho, Marquinho, Edgar, Alexandre, Walace, André, Alex B., Isaías BH, André Deco, Caju, Claudinho, Coquinho, Anderson Goleiro, Marcelo Brandão, Deninho, Totti, Wander e Fabinho.

O grupo de ex-atletas do Leão do Sul tem se reunido com frequência nos últimos anos, realizando partidas contra as equipes másteres do Siderantim, Macuco e Volta Redonda. A expectativa sempre é de um grande jogo e de boas recordações.

Por Diogo de Oliveira Paula

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

A evolução dos uniformes do Barra Mansa Futebol Clube

Na década de 1910, os primeiros uniformes do Barra Mansa Futebol Clube não eram nada confortáveis, pois eram feitos totalmente de algodão. O tecido pesado, feito de fibras grossas de algodão, absorvia muito facilmente o suor do corpo, deixando os uniformes pesados e causando um desconforto enorme nos atletas, mas que já estavam acostumados a jogar daquela maneira.

Até o final da década de 1920, a cor dos uniformes do Barra Mansa era todo branco e, também, era de manga longa e gola polo. Além disso, as camisas ainda não estampavam o escudo do clube. Apenas no início da década de 1930, a cor azul passou a ser predominante e a cruz de malta branca com as inicias do clube passou a ser adotada como distintivo da equipe.

A partir da década de 1940, os uniformes do Barra Mansa, definitivamente, passaram a ser de manga curta, o que permitia certa liberdade aos movimentos, mas o tecido ainda era aquele algodão puro pesado e de ruim absorção. E assim foi nas décadas seguintes até o ano de 1991, com poucas variações na gola (ora azul, ora branca) e no escudo (em formato circular ou apenas com a cruz de malta).

Em 1986, surgem as primeiras mesclas de algodão e poliéster mais leves, e que não encharcavam tanto quanto o algodão. O Barra Mansa, por sua vez, só passou a conhecer essa evolução do material a partir de 1992. Desde então, todos os uniformes passaram a ser desse material - o poliéster.

Uma novidade que surgiu na década de 1990 foi a parceria com fornecedoras de material esportivo. Em 1994, o Barra Mansa fechou um contrato com a marca paulistana CCS, a qual forneceu os materiais para o clube até a temporada de 1996. Outras marcas que produziram uniformes para o Leão do Sul foram: Vettor (2008), Gallo Sports (2009), Ollé (2010 a 2014), WA Sports (2015 a 2016), Kick Ball (2017) e Proide (2018).

Outra novidade nos uniformes que também surgiu na década de 1990 foi a estampa de patrocinadores. Em 1991, o Barra Mansa estampou o seu primeiro patrocinador na camisa: o Café Favorito. Outras marcas estampadas foram: CIMA (1992), Café Capital (2008), PLAMESC (2009), Prefeitura Municipal de Barra Mansa (2010 a 2015), Medvale (2017), Chicken House (2018), entre outras.

Por Diogo de Oliveira Paula

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Um movimento de união da torcida do Barra Mansa seria o caminho para a reestruturação do clube

Torcida do Barra Mansa na Final da Série B do Carioca de 2014
A torcida do Barra Mansa Futebol Clube já mostrou sua força em vários momentos em que o clube realizou partidas memoráveis e conquistou importantes títulos. Um movimento de união entre aqueles torcedores ávidos por dias melhores pode sim ser promovido para que seja colocada em prática a reestruturação do clube.

A cada dia o clube tem se afastado mais das suas raízes democráticas, sendo dadas à torcida cada vez menos satisfações e espaço. E por essa falta de transparência nas gestões dos anos anteriores, vemos hoje uma preocupante crise de identificação entre o clube e os torcedores.

Uma nova forma de pensar o clube precisa ser aplicada no Barra Mansa, pois nenhuma gestão terá legitimidade se não representar os anseios dos seus torcedores, e de que nenhum interesse particular poderá se impor aos interesses da instituição.

Renovação, inclusão, transparência absoluta, seriedade, profissionalismo e, acima de tudo, compromisso com a verdade, é o que um movimento de torcedores do Leão do Sul deverá buscar para o bem do clube.

Você, torcedor ou admirador do Barra Mansa que deseja fazer parte deste movimento, entre em contato com o blog pelo whatsapp (24)998414634 e vamos juntos ajudar a reerguer o Leão.
Invasão da torcida do Barra Mansa no Raulino de Oliveira em 2015

Por Diogo de Oliveira Paula

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

TOP 10 - Maiores artilheiros do Barra Mansa FC

Abaixo, segue a lista dos 10 maiores artilheiros do Barra Mansa Futebol Clube, considerando apenas os jogos oficiais, promovidos pela FFERJ e pela CBF:
# Obs.: dados apenas obtidos entre 1991 e 2019.
# Crédito pela pesquisa: Diogo de Oliveira Paula

1º - TIAGO AMARAL (2011-2013), com 28 gols.

2º - KAIKE (2009, 2014-2017, 2019), com 23 gols

3º - FERNANDO CAMARGO (2010-2011), com 22 gols.

4º - JEFERSON Silva (2011-2015), com 20 gols.

5º - RAFAEL LAURENÇO (2010-2015), com 19 gols.


6º - RUBINHO (1993-1996), com 18 gols.


7º - VITINHO, P. V. O. Costa (2012, 2014 e 2015), com 16 gols. 


7º - LECO (1991-1992), com 16 gols.

9º - VALDERCY "CY" (1993-1994), com 13 gols.  

9º - JOÃO LINO (1994-1996), com 13 gols.

9º - MENDONÇA (1995-1996), com 13 gols.

12º - RHOMULO, Yuri (2010), com 10 gols.

12º - BETINHO, C. H. J. Filho (2009-2010), com 10 gols.

12º - WELLYNGTON, Chaves (2011-2012), com 10 gols.

15º - BAHIA, Dion (2012-2014), com 9 gols.

15º - ITAMAR (1992), com 9 gols.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

11 atletas que atuaram na base do Barra Mansa antes de se transferirem para grandes clubes

O Barra Mansa Futebol Clube merece estar na lista dos grandes clubes do futebol fluminense pelo passado glorioso que possui. Além disso, o Leão do Sul foi capaz de proporcionar a vários atletas a oportunidade de desenvolver o futebol para que pudessem brilhar em grandes clubes e, até mesmo, chegar à Seleção Brasileira. 

Abaixo, seguem 11 jogadores que chegaram a atuar nas categorias de base do Barra Mansa e que vestiram a camisa de grande clubes.

ORLANDO (Vasco e Seleção Brasileira)
Orlando Rosa Pinto é atacante e começou sua carreira profissional no Vasco da Gama e chegou a disputar jogos pela Seleção Brasileira em 1935. Jogou pelo Vasco de 1932 a 1942, onde foi bicampeão carioca. Encerrou sua carreira em 1942, mas, ao voltar para sua cidade natal, resolveu retomar ao Barra Mansa FC, por onde fez parte do esquadrão mais temido da região. Ele é irmão de Jair Rosa Pinto.

ANTÔNIO (Vasco)
Antônio foi um goleiro de muito destaque no Barra Mansa no final dos anos 20 e início dos anos 30. Chegou ao Vasco da Gama em 1933 juntamente com o atacante Amadeu. Antônio foi reserva dos goleiros Rey e Jaguaré na equipe cruz-maltina.

AMADEU (Vasco)
Amadeu foi um dos maiores artilheiros do Barra Mansa entre os anos de 1924 a 1933 até chegar ao Vasco da Gama, onde impressionou a todos logo no primeiro treino, mas não chegou a ter muitas oportunidades como titular.

JAIR ROSA PINTO 
(Vasco, Flamengo, Palmeiras, Santos, São Paulo e Seleção Brasileira)
Fez parte das escolinhas do Barra Mansa e, aos 17 anos, já era titular da equipe principal do Leão. Logo, em 1938, o Madureira encontrou-o e o atleta se profissionalizou. Em 1943, os dribles e os lançamentos impecáveis de Jair levaram-no para o Vasco. Lá, foi campeão invicto em 1945. Em 1947, foi vendido ao Flamengo, time em que fez 62 gols em 87 jogos. Em 1949, o Palmeiras adquiriu o seu passe. Foi nesse período que Jair vestiu a camisa 10 da seleção brasileira e disputou a Copa do Mundo de 1950, marcando dois gols no torneio. Pelo Palmeiras, conquistou o título mundial da Copa Rio em 1951. Em 1956 foi defender o Santos e formou um ataque que tinha Dorval, Jair, Pagão, Pelé e Pepe. Na equipe santista, conquistou os campeonatos paulistas de 56, 58 e 60. Em 62, foi para o São Paulo, onde encerrou sua carreira vitoriosa.

JOÃOZINHO (Vasco e América)
João Batista Ramos, o Joãozinho, começou sua carreira profissional em 1956, aos 17 anos, disputando o Campeonato Fluminense pelo Barra Mansa e conquistando vários títulos regionais. Em 1959 foi para o Rio de Janeiro e começou a carreira no Vasco, como reserva de Sabará. Teve muitas oportunidades, participou de campeonatos, jogou como titular e conheceu o mundo viajando com o clube cruz-maltino. Depois ainda atuou por Olaria e América até retornar ao Barra Mansa para se sagrar campeão da Copa Vale do Paraíba de 1965.

CANÁRIO (Vasco)
Aos 16 anos, ingressou-se no juvenil do Vasco, por onde se profissionalizou e se consagrou. Foi bicampeão carioca pelo Vasco. Ainda atuou pelo Bonsucesso. Em 1965, voltou para Barra Mansa e vestiu a camisa do Barra Mansa Futebol Clube para ser campeão das edições da Copa do Vale do Paraíba de 1965, 1967 e 1968. Em 1969 atuou pelo Royal e em 1970 pela AA Barbará.

ALADIM (Bangu e Corinthians)
Aladim Luciano - o "Gênio" - é um ex-ponta-esquerda que começou na escolinha de base do Barra Mansa aos 12 anos. Com 15, já era titular e, no final de 1962, foi para o Bangu, estreando no juvenil. Pelo Bangu, sagrou-se campeão carioca de 1966. Ainda atuou por Corinthians, Coritiba, Atlético/PR e Colorado/PR. Hoje, Aladim mora em Coritiba, onde é vereador por sucessivos mandatos.

DELEY (Fluminense, Palmeiras, Botafogo e Seleção Brasileira)
Wanderley Alves de Oliveira  (Deley) é um ex-meia que atuou pela Seleção Brasileira principal em sete partidas. Antes de chegar às equipes de base do Fluminense, Deley teve uma passagem pelo Barra Mansa. Numa partida juvenil entre o Fluminense e o Barra Mansa, o jovem Deley chamou a atenção dos tricolores e o levaram para treinar no clube carioca. Deley foi promovido aos profissionais do Fluminense em 1980, conquistando os estaduais de 1980, 1983,1984,1985 e o Campeonato Brasileiro de 1984, entre vários outros títulos. Passou também pelos seguintes clubes: Palmeiras, Botafogo, Belenenses, Atlético-PR, América-TR e Volta Redonda.

JORGE LUIS (Flamengo e Seleção Brasileira)
Jorge Luis Brochado Pereira foi um volante que teve passagens pelas categorias juvenil e juniores da Seleção Brasileira. Antes de chegar às equipes de base do Flamengo, Jorge Luis teve passagens pela equipe infantil do Barra Mansa (1969-1970), depois passou pelo Flamengo-VR e a partir de 1973 passou a pertencer ao Flamengo-RJ. Jorge Luis chegou à equipe profissional do clube rubro-negro e também atuou nas seguintes equipes: Cruzeiro/MG, Al Nassr (Arábia Saudita), Joinville/SC, Guarani/SP, Atlético Paranaense/PR, Portuguesa/SP, Londrina/PR e Pinheiros/PR e mais quatro anos no Estados Unidos.

SANDRO MAGRÃO (Fluminense)
Magrão é um meia que começou no próprio Barra Mansa como profissional em 1992. Em 1994, transferiu-se para o Fluminense, por onde disputou o campeonato brasileiro. Em 1995, Magrão atuou pelo Voltaço, ajudando o time a chegar no Octagonal Final do Estadual. Em 1996, o atleta voltou para o Barra Mansa, quando participou da boa campanha do Barra Mansa na Série B do campeonato carioca, conquistando o vice-campeonato. Passou por várias outras equipes, com destaque para o Vila Nova-GO, até que encerrou a carreira no Barra Mansa em 2008.

DALBERT HENRIQUE (Flamengo, Nice-FRA e Internazionale-ITÁ)
O lateral-esquerdo Dalbert começou aos 13 anos na escolinha do Barra Mansa, equipe por onde disputou a Série B do campeonato carioca profissional de 2012. Após se destacar pelo Leão do Sul, foi emprestado ao Fluminense e, depois, para o Flamengo para atuar na categoria juniores. Após frustração no clube da Gávea, Dalbert se transferiu para o Acadêmicos de Viseu, clube de Portugal, e foi conquistando espaço até chamar a atenção de clubes maiores. Transferiu-se para o Nice, da França, destacando-se no Campeonato Francês de 2017 e, no ano seguinte, transferiu-se para a Internazionale de Milão.

Por Diogo de Oliveira Paula