quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Barra Mansa dá adeus à competição com derrota

Já eliminado na Copa Rio, o Barra Mansa FC enfrentou o Audax-RJ ontem no Estádio do Trabalhador em Resende apenas para cumprir tabela. A equipe do Sul Fluminense, que não pode atuar em seu estádio por não cumprir com as normas da Polícia Militar, foi derrotada por 2 a 0 em partida válida pela décima rodada da competição, e deu adeus ao campeonato.

O Leão do Sul havia conquistado apenas cinco pontos de 24 disputados, enquanto o adversário da rodada era o vice-líder do Grupo B com 10 pontos, e uma vitória já o classificava para a próxima fase. Já o adversário chegou aos 13 pontos no torneio e segue vivo na luta pelo título.

PLACAR INTACTO
A partida começou movimentada e logo aos 4 minutos, o meia Pedrinho enfiou para o atacante Nandinho, que deu um lindo corte no zagueiro, mas finalizou por cima do gol. Oito minutos depois, o Audax chegou perigosamente com o atacante Borebi, que chutou para ótima defesa do goleiro Santos. O Leão do Sul voltou a atacar aos 24 minutos. Pedrinho fez bela jogada individual pela esquerda, fintou três vezes o zagueiro adversário e rolou na entrada da área para a chegada de Léo Silva. A finalização parou em ótima defesa do goleiro Gabriel.

Na sequência, o Audax-RJ abriu o placar no Estádio do Trabalhador, mas o gol foi anulado pelo árbitro por falta do zagueiro Bruno em cima do goleiro Santos. Foi a última oportunidade de gol no primeiro tempo, que chegou ao intervalo com o placar zerado.

BOREBI COMANDA VITÓRIA
Logo aos cinco minutos, um balde de água fria nos jogadores do Barra Mansa. O Audax-RJ abriu o placar com o camisa 9 Borebi, complicando a situação do Leão do Sul na partida. Aos 29 minutos, os visitantes acertaram o travessão, e o segundo gol era questão de tempo. Dois minutos depois, o Barra Mansa chegou ao ataque com o atacante Lucas, que finalizou da entrada da área para boa defesa de Gabriel. Aos 32 minutos, o segundo gol dos visitantes e mais uma vez do camisa 9. Borebi acertou um lindo chute de fora da área, vencendo o goleiro Santos e ampliando a vantagem no marcador. Com a vitória, o Audax-RJ segue vivo na luta pelo título da Copa Rio, enquanto o Leão do Sul dá adeus à competição com apenas um triunfo em oito jogos.

Fonte: A Voz da Cidade

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Federação leva despedida do Barra Mansa na Copa Rio para Resende

Sem vaga na próxima fase e sem casa. Assim será a despedida do Barra Mansa na primeira fase da Copa Rio 2015. Ainda sem conseguir a liberação para jogar no Estádio Leão do Sul, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) marcou o jogo contra o Audax-RJ, nesta quarta-feira, para o Estádio do Trabalhador, em Resende.

O clube tinha a expectativa de realizar a tempo as reformas para atender às exigências do Estatuto do Torcedor. No entanto, a Polícia Militar ainda não enviou o resultado do laudo à federação, e a falta de tempo inviabilizou a realização da partida no Leão do Sul.

Barra Mansa e Audax-RJ se enfrentam pela última rodada do grupo B às 16h desta quarta-feira. Em 4º lugar, com cinco pontos, o Leão do Sul apenas cumpre tabela, enquanto o adversário ainda briga por vaga na próxima fase da competição.

Fonte: GE

domingo, 25 de outubro de 2015

Culpa do calendário? Clubes da elite sem ritmo de jogo caem na Copa Rio

Os times da elite do Carioca que não disputaram mais nenhum jogo oficial na temporada após o fim do estadual, em sua maioria, coincidentemente ou não, não se saíram bem na Copa Rio. Dos oito clubes sem calendário cheio que entraram em campo na competição, seis estão fora e mais um também podem ficar sem vaga na próxima fase ao fim da última rodada. A única exceção entre eles é o Bonsucesso, que conseguiu avançar antecipadamente e não precisará jogar a vida na próxima quarta-feira, nos confrontos que vão decretar os últimos classificados.

Tanto Nova Iguaçu, quanto Tigres, Cabofriense, Barra Mansa, Bangu e Friburguense, que não participaram de nenhuma divisão nacional após o Carioca, não têm mais chances de avançar. Eles perderam vaga até mesmo para equipes que estavam na Série B do Rio como a Portuguesa e o Gonçalense, que entraram em campo mais recentemente pela Segundona, que se encerrou em julho. O mesmo pode acontecer com o Boavista, que não tem vaga assegurada.

Por outro lado, equipes como Madureira e Volta Redonda, que disputaram a Série C e D respectivamente, conseguiram a classificação por antecipação e podem ser seguidas por Macaé e Resende, que também passaram por calendário cheio na temporada.

Tal questão foi levantada pelo supervisor de futebol do Friburguense, José Siqueira, após a eliminação do Tricolor da Serra. Insatisfeito com o formato da Copa Rio por entender que é prejudicial aos clubes que estão há mais tempo sem atuar, o dirigente do Frizão, mesmo fazendo questão de não tirar os méritos dos adversários que avançaram, avaliou que as equipes com calendário mais cheio levaram vantagem no campeonato.

- O que eu vejo e bato toda hora é a falta de calendário para a gente. Quando você não consegue classificar, você automaticamente paralisa. Foi o que aconteceu com a gente, nós estávamos paralisados há cinco meses. Se você analisar, dos oito que avançam, todos disputaram a Série B, C ou D do Brasileiro ou a Série B do Carioca. E teve o Bonsucesso, que, na chave dele, caiu com outros três que também estavam sem jogar.

Sem tirar a responsabilidade do Friburguense pela queda, Siqueirinha trata ainda de dizer que o clube deveria ter trabalhado melhor a parte emocional para ter tido um desempenho melhor e não sofrer tanto com a paralisação, que, segundo ele, causou a eliminação.

- Não estou dizendo que essa paralisação é a desculpa de um trabalho, não. A responsabilidade é nossa. Tínhamos que ter trabalhado mais a parte emocional dentro da Copa Rio. Mas o Barra Mansa, o Nova Iguaçu, o Tigres, o Bangu, a Cabofriense... desses clubes que estavam parados, só o Bonsucesso classificou, mas, por incrível que pareça, porque tinha no grupo só tinha um time que tinha dado continuidade (a Portuguesa). Então, existe essa dificuldade da paralisação - disse o dirigente, que também sugeriu mudanças no campeonato.

- Esse processo de parar por cinco meses prejudica qualquer tipo de trabalho, de crescer dentro da competição, do emocional estar lá em cima. Se, em vez de quatro grupos, formasse dois grupos, teria uma chance maior, de mais jogos para a questão da recuperação e do tempo parado. Isso poderia ser amenizado com uma competição maior, mas com as mesmas datas.

Na próxima quarta-feira, Audax Rio, Boavista, Macaé, America e Barcelona-RJ entram em campo para disputar uma vaga na próxima fase da competição, enquanto as demais equipes, tanto as classificadas quanto as que não têm mais chances de avançar vão cumprir tabela.

Fonte: GE

sábado, 17 de outubro de 2015

Thiago Campbell tira culpa do gramado na derrota do Barra Mansa, no Marrentão

A situação do Barra Mansa está praticamente irreversível na Copa Rio. Na tarde de quarta (14), o Leão do Sul perdeu por 3 a 2 para o Duquecaxiense e uma classificação será uma verdadeira missão impossível. Fazendo uma analise da partida, o técnico Thiago Campbell criticou o gramado do Marrentão, mas deixou claro que a culpa da derrota foi a má atuação da equipe.

– Sem dúvidas esse gramado do Marrentão atrapalha um bom espetáculo, mas nós tivemos uma atuação bem abaixo da que vínhamos tendo nos últimos jogos. Não tivemos uma postura ativa. Apesar disso, fico mais seguro, pois alguns erros foram mostrados neste jogo. Nunca escondi que a Copa Rio que é um laboratório para a Série B. Vamos encerrar nosso compromisso no dia 28 e em novembro já vamos começar nosso trabalho. Acredito que vamos sair na frente de muitas equipes – destacou o treinador.

Thiago Campbell ainda alertou que na Série B do ano que vem, o Barra Mansa irá encontrar muitos gramados ruins e terá que superar as dificuldades para chegar ao acesso.

– Na Série B, vamos encontrar campos piores do que o Marrentão. Temos que nos adaptar a isso, pois precisamos buscar o retorno a Série A. O que vimos na Primeira Divisão, com certeza não encontraremos no ano que vem – frisou.

O treinador ainda revelou que a derrota de WO para o Volta Redonda abalou demais o grupo, pois os jogadores estavam muito confiantes em um resultado positivo contra o rival.

– O fato de não ter tido jogo contra o Volta Redonda atrapalhou um pouco o lado psicológico do Barra Mansa. Seria hipocrisia da minha parte falar que aquele fato não abalou os jogadores. Este ano, perdemos duas vezes para o Volta Redonda, mas desta vez a equipe estava muito confiante de que um bom resultado poderia acontecer – disse.

Como folgará na próxima rodada, o Barra Mansa só volta a campo no dia 28 de outubro, quando irá encarar o Audax no Raulino de Oliveira.

Fonte: FutRio

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Radialista João Bosco se lança como candidato à presidência do Barra Mansa

Na noite desta quinta-feira (15/10), durante o programa Bola Show, da Rádio Comércio, João Bosco confirmou mais uma vez a sua decisão de se lançar candidato a presidente do Barra Mansa Futebol Clube no pleito marcado para dezembro no clube.

Em seu programa, o radialista tem demonstrado bastante descontentamento com a sequência de episódios que, durante ano, tem manchado, o nome da instituição Barra Mansa FC e, por isso, revelou que marcou, para o próximo sábado, uma reunião com todos os integrantes convidados para a sua chapa e mais dois empresários do meio futebolístico, a fim de discutir ideias.

João Bosco ainda convidou para a reunião o atual técnico do Barra Mansa - Thiago Campbell -, já que o jovem profissional tem demonstrado muito empenho em manter o clube em atividade, tanto no profissional como na categoria de base.

Pela Copa Rio, Barra Mansa perde para o Duquecaxiense

Na tarde desta quarta (14) no Estádio Marrentão, o Duquecaxiense derrotou o Barra Mansa por 3 a 2 e conseguiu sua primeira vitória na Copa Rio. Raí, Wallace e Rafinha marcaram os gols do aurianil, com Lucas Almeida e Flávio descontando para o Leão do Sul.

Ambos ainda possuem remotas chances de classificação para a próxima fase no Grupo C. E o concorrente Audax Rio será o próximo adversário das duas equipes: pelo lado do Duquecaxiense no dia 22, em Austin; já no Barra Mansa, dia 28, no Raulino de Oliveira.

Início de jogo é eletrizante
A partida começou de maneira eletrizante. Logo aos quatro minutos, Wallace avançou pela esquerda, cruzou para a área e Raí desviou para o fundo das  redes, abrindo o marcador para o Duquecaxiense. Mas na saída de bola, Pedrin arrancou em velocidade, chegou a linha de fundo e cruzou para Lucas Almeida deixar tudo igual.

O jogo era muito disputado, mas após a parada técnica, o Duquecaxiense passou a ter mais posse de bola e chegou ao segundo gol. Rafinha cruzou da esquerda, a zaga do Leão do Sul afastou parcialmente, mas Wallace pegou o rebote, chutou de fora da área e Santos acabou aceitando.

No minuto seguinte, o Barra Mansa quase repetiu o feito do início do jogo. Léo Torquato cruzou, Lucas Almeida se antecipou a marcação, mas mandou para fora, a direita de Douglas. Vencendo o jogo, o Duquecaxiense passou a administrar a posse de bola e levou a vantagem de 2 a 1.

Duquecaxiense domina e concretiza vitória

Na segunda etapa, o Duquecaxiense voltou tendo mais posse de bola, enquanto o Barra Mansa não conseguia se encontrar. A primeira chance ocorreu aos 20 minutos. Wallace deu ótimo passe para Igor, que saiu na cara do gol e tentou tirar do goleiro, mas Santos se redimiu da falha no segundo gol e evitou o terceiro do Aurianil.

E parecia que a tônica do jogo era que a resposta do Barra Mansa viesse logo após uma chance do Duquecaxiense. No lance seguinte, Lucas Almeida ajeitou para Flávio, que bateu de fora da  área, mas Douglas espalmou pela linha de fundo. O técnico Thiago Campbell fez alterações tentando colocar sua equipe para a frente em busca do empate, mas foi o Aurianil que marcou mais um.

Aos 31 minutos, Diego invadiu a área e foi derrubado por Carlão. Rafinha cobrou no canto direito de Santos, que foi na bola, mas não conseguiu impedir o gol. Sem forças para reagir, o Barra Mansa conseguiu achar um gol no último lance da partida. Flávio chutou de fora da área e o goleiro Douglas acabou falhando, mas não havia tempo para mais nada.

14/10/2015
Duquecaxiense 3x2 Barra Mansa 
Estádio Marrentão (Duque de Caxias-RJ)
Árbitro: Tarcizio Pinheiro Caetano
Assistentes: Rafael da Silva Coimbra e André Luis da Silva Segundo
Cartões amarelos: Felipe Augusto, Lucas Felipe e Raí (DCA); Carlão e Lucas Almeida (BMA)
Gols: Raí 4'/1ºT (1-0); Lucas Almeida 5'/1ºT (1-1); Wallace 31'/1ºT (2-1); Rafinha 31'/2°T (3-1); Flávio 48'/2°T (3-2)
Duquecaxiense: Douglas; Alan (Tamaré, 34'/2°T), Marins, Julião e Rafinha; Anderson, Diego, Wallace e Igor; Lucas Felipe (Felipe Augusto, intervalo) e Raí (Markinho, 39'/2°T). Técnico: Ronald Cabral.
Barra Mansa: Santos; Wesley (Jean, 32'/2°T), Carlão, Thiagão e Dudu (André, 24'/2°T); Willian, Valdeci, Nandinho e Léo Torquato (Flávio, 15'/2°T); Pedrin e Lucas Almeida. Técnico: Thiago Campbell.

Fonte: FutRio

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Por falta de enfermeiro, Barra Mansa perde jogo contra o Voltaço por W.O.

A bola não rolou para Barra Mansa e Volta Redonda, em jogo previsto para a tarde deste domingo, no Estádio Raulino de Oliveira. Por falta do número mínimo de enfermeiros na UTI móvel à beira do gramado, o árbitro Alex Gomes Stefano obedeceu a regra e cancelou a realização da partida, decretando o Voltaço o vencedor do clássico regional pelo placar de 3 a 0.

O regulamento diz que dois profissionais precisam estar a postos para atender jogadores e torcida durante a realização da partida. Nesta tarde, havia apenas uma enfermeira e um técnico, o que não é permitido por lei. O árbitro deu 30 minutos para que a diretoria do Barra Mansa resolvesse a situação, mas a exigência não foi atendida a tempo.

Apesar de o jogo ter sido marcado para Volta Redonda, o mandante e responsável pela partida era o Barra Mansa. O clube levou o jogo para a casa do rival porque não está autorizado a receber partidas no próprio estádio, o Leão do Sul.

O técnico Thiago Campbell lamentou o episódio, mas disse que o clube precisa aprender com esse tipo de erro: "É frustrante para todo mundo", resumiu.

A próxima rodada acontece nesta quarta-feira, dia 14. O Barra Mansa viaja até Duque de Caxias para enfrentar o Duquecaxiense, às 15h, no Estádio Marrentão. Mais tarde, às 20h, o Volta Redonda recebe o Audax-RJ no Estádio Raulino de Oliveira.

Fonte: GE

domingo, 11 de outubro de 2015

Sub 20 do Barra Mansa empata e, pelo saldo de gols, não avança no OPG

Na tarde deste sábado (10 de outubro), os juniores do Barra Mansa foram ao bairro Bonsucesso, no Rio de Janeiro, enfrentar o Bangu pela última rodada do Torneio Otávio Pinto Guimarães. A partida terminou empatada em 2 a 2 e o time barramansense manteve a invencibilidade de 8 partidas, mas a equipe foi eliminada em função das vitórias de Tigres e Gonçalense nos demais jogos da rodada.

Sobre o jogo, a equipe sub 20 do Leão do Sul não começou bem e acabou sofrendo dois gols na etapa inicial. Para a volta do intervalo, o Barra Mansa soube equilibrar a partida e ser mais ofensivo. Pedro Henrique (Ganço) diminuiu para o Leão e, antes do fim da partida, a equipe empatou em 2 a 2.

A equipe Juniores do Barra Mansa fez uma belíssima campanha no OPG, apesar da eliminação por obter um saldo de gols inferior ao segundo colocado. Os integrantes da comissão técnica e o atual grupo de trabalho fizeram com que a equipe do Barra Mansa fosse, no geral, uma das melhores do torneio e, por isso, tal feito merece ser muito comemorado.

Classificação:
1° Tigres 21
2° Gonçalense 20 (classificado por ter um saldo de gols maior)
3° Barra Mansa 20

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Diretoria faz obras emergenciais para tentar liberação do estádio Leão do Sul

A diretoria do Barra Mansa iniciou nesta sexta-feira uma série de reparos no Leão do Sul. As obras são para atender exigências da Polícia Militar, com base no Estatuto do Torcedor, para que o estádio volte a receber jogos entre equipes profissionais.

As principais reivindicações são um novo acesso exclusivo para a torcida visitante, um portão para entrada da delegação visitante, com acesso por outra rua, isolamento da torcida visitante na arquibancada, instalação de catracas nas bilheterias, limpeza remoção de entulhos em toda a área do estádio e uma sala destinada aos policiais .

— Caso os itens mencionados sejam cumpridos, não haverá nenhum problema da nossa parte para que o estádio seja liberado. Nós estamos pensando na segurança do público, com base no que diz o Estatuto do Torcedor - explicou Luiz Cláudio Régis, comandante do 28º Batalhão da Polícia Militar, que atende à cidade.

Outro pedido da PM é que as torcidas não dividam o mesmo espaço nem quando forem ao banheiro, ou se precisarem ir à lanchonete. Como solução, a diretoria planeja instalar banheiros químicos e colocar vendedores ambulantes na área destinada ao torcedor do time adversário.

O comandante disse ainda que recebeu na última terça-feira um pedido da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) para que uma nova vistoria seja feita no local em breve. Como a diretoria acredita que as obras sejam concluídas até o fim da próxima semana, a expectativa é que o Leão do Sul seja usado ainda nesta temporada, na última rodada da primeira fase da Copa Rio, contra o Audax-RJ, no dia 28 de outubro.

O Leão do Sul foi usado pela última vez na disputa do triangular final, que terminou com o título do Barra Mansa na Série B do Carioca, em 2014. Com o acesso, a diretoria anterior tentou usá-lo na primeira divisão nesta temporada, mas sem sucesso. A federação vetou a utilização do estádio pelas faltas de um vestiário feminino para árbitros, separação de torcida e acesso exclusivo para os visitantes.

Em fase de reestruturação desde a queda no Campeonato Carioca, por causa de um erro administrativo que provocou a perda de 15 pontos nos-- tribunais, o clube vem fazendo campanha discreta na Copa Rio. Em cinco jogos, o Leão conquistou uma vitória, dois empates e duas derrotas, ocupando a 4ª colocação do grupo B.

Fonte: GE

terça-feira, 6 de outubro de 2015

No Barra Mansa, técnico descarta pressão antes de clássico com Voltaço

Atletas do Barra Mansa em preparação para o clássico regional
A situação no clássico contra o Volta Redonda em 2015 não está boa para o Barra Mansa. Em dois confrontos oficiais no ano, foram duas derrotas e nenhum gol marcado. Na Copa Rio, a primeira partida foi 5 a 0 para o Voltaço. O técnico Thiago Campbell afirmou que se o Leão do Sul quiser mudar esse retrospecto terá que ter uma atuação bem diferente do primeiro jogo, mas fez questão de tirar a pressão dos seus comandados para o duelo.

– Temos que melhorar em todos os sentidos em relação ao jogo do primeiro turno, parte tática e técnica. O resultado é consequência do que fizermos dentro da partida. Nosso trabalho é a médio e longo prazo. Queremos dar um amadurecimento a esses jovens atletas. Essa partida é muito boa para isso, mas não temos responsabilidade de nada, vamos jogar com tranquilidade – ressaltou o treinador.

Barra Mansa e Volta Redonda se enfrentam domingo (11), às 15h, no Raulino de Oliveira.

Fonte: FutRio

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Elenco do Barra Mansa passa a treinar na Associação Atlética Barbará

Novo espaço para treinos conta com campo com dimensões oficiais
Os treinamentos das equipes profissional e de juniores do Barra Mansa têm novo endereço: a partir desta segunda-feira, as atividades passam a ser feitas na Associação Atlética Barbará, no bairro Barbará. Antes da mudança, as atividades eram feitas no Leão do Sul, mas os jogadores eram deslocados até o Clube Municipal, a cerca de 10 km do estádio.

O novo espaço conta com campo com dimensões adequadas à prática do futebol profissional, quadra, caixa de areia, piscina e quatro vestiários. A estrutura vai permitir que jogadores realizem, na mesma estrutura, os treinamentos físicos, técnicos e táticos.

— O novo espaço melhora em 100% nossa estrutura. Agora, os atletas não precisam mais se deslocar até outro bairro para realizar atividades físicas, como treinamento na caixa de areia, natação, entre outras atividades. Tudo está concentrado aqui - explicou o preparador físico, Daniel Martins.

O contrato para utilização do espaço vai até o dia 15 de dezembro, com possibilidade de renovação para a próxima temporada. As possíveis mudanças nas diretorias de ambas as partes impediu que fosse firmado um contrato mais longo, mas o acordo já está apalavrado. Satisfeito com o novo ambiente de trabalho, o goleiro Santos acredita que os resultados vão aparecer em pouco tempo.

— Esse novo campo ficou bem melhor para nós, tanto pelo deslocamento, quanto para as atividades que vamos conseguir desenvolver aqui. Acredito que agora vamos conseguir ter um melhor desempenho fora e dentro de campo, já que temos suporte para melhorar nossa musculatura e realizar outras atividades antes e depois dos jogos – contou.

Apesar do Barbará oferecer uma melhor condição de treinos aos atletas, o Leão do Sul seguirá sendo utilizado. Segundo o treinador, Thiago Campbell, o revezamento vai "desafogar" o estádio, que ainda não está apto a receber partidas da equipe profissional — a diretoria esbarra em exigências da Polícia Militar baseadas no Estatuto do Torcedor. A expectativa é voltar a mandar um jogo em casa na última rodada da primeira fase da Copa Rio: dia 28 de outubro, contra o Audax-RJ.

— Ainda não descartamos essa possibilidade e estamos trabalhando para que toda burocracia seja resolvida o quanto antes. Os treinamentos no estádio também continuam, o que mudou é que agora temos um novo local que oferece em um só espaço todo o suporte de treinamento para os atletas e comissão, mas vamos nos revezar entre os dois espaços de treino  - explicou o técnico Thiago Campbell.

Após seis rodadas, o Barra Mansa ocupa a terceira colocação no grupo B, com 5 pontos. O próximo compromisso do clube na competição é o clássico regional contra o Voltaço, neste domingo, às 15h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Fonte: GE

sábado, 3 de outubro de 2015

Juniores do Barra Mansa vencem e estão na liderança do Grupo D do OPG

Por: Vinícius Valim

O Barra Mansa conquistou uma importante vitória na luta pela classificação à próxima fase do Torneio OPG. Jogando em casa, a equipe sul-fluminense venceu o Gonçalense, por 2 a 1, e assumiu a liderança do Grupo D na competição. Pedro Henrique “Ganso” e Wesley marcaram os gols do Barra Mansa, enquanto David descontou para os visitantes. A partida foi disputada na tarde deste sábado, no Estádio Leão do Sul.

Os dois gols do Barra Mansa saíram de bola parada. Primeiro, aos 29 min da etapa inicial. Após escanteio, Pedro Henrique “Ganso” abriu o marcador de cabeça. O empate do Gonçalense veio aos 35 minutos. O zagueiro Gustavo afastou mal a bola e o meia David finalizou com categoria, deixando o goleiro Sidney sem reação. Mas aos 10 min do segundo tempo, em cobrança de falta de longa distância, Wesley decretou a vitória do Barra Mansa. Um golaço.

FOCO NA BASE

Valorizar. Essa é palavra usada pelo técnico da equipe profissional do Barra Mansa, Thiago Campbell. O treinador, afirmou que as categorias de base serão mais valorizadas. A ideia é formar jogadores que poderão atuar na equipe principal e render lucros ao clube.

— O projeto do Barra Mansa é estar valorizando e oportunizando os jogadores da base. E esses atletas podem dar aquele retorno financeiro ao clube. Mas é um trabalho árduo, que precisa ser feito com paciência e, principalmente, ter bastante consciência que tudo tem sua hora e o momento certo para as coisas acontecerem, nada pode ser precipitado – disse o treinador.

E uma das promessas do clube, é o lateral-direito Wesley, 20, autor do golaço que garantiu o sétimo jogo de invencibilidade do Barra Mansa no OPG, neste sábado. Com três gols na competição, sendo um deles contra o Vasco da Gama, o atleta já vêm sendo utilizado na equipe principal pelo técnico Thiago Campbell. Inclusive, é titular na equipe.

— O Wesley é um jogador de muita qualidade. E o Barra Mansa entende que pelo potencial, é um jogador que não só, vai atender à equipe profissional futuramente, como já está atendendo. É um dos pilares do clube – destacou Thiago Campbell.

Com o triunfo, o Barra Mansa subiu aos 19 pontos e assumiu a liderança da chave, com o Tigres do Brasil em segundo, com 18. O Gonçalense, aparece na terceira colocação com 17 pontos. Bangu e Vasco com 10 e, Campo Grande, com 3 pontos, completam o grupo.

O Leão do Sul volta a campo no próximo fim de semana. No sábado, às 15h, o Barra Mansa pega o Bangu, no Estádio Moça Bonita. Partida válida pela última rodada do Torneio OPG. O Barra Mansa está há 7 jogos invictos, sendo seis vitórias.

Classificação atualizada da OPG:
1º Barra Mansa, 19 pontos
2º Tigres, 18 pontos
3º Gonçalense, 17 pontos
4º Bangu, 10 pontos
5º Vasco, 10 pontos
6º Campo Grande, 3 pontos.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Técnico não joga toalha, mas entende que prioridade do Barra Mansa é 2016

O revés contra o Boavista, na última quarta-feira, freou a arrancada do Barra Mansa na Copa Rio e distanciou o clube da briga por uma vaga na próxima fase. A situação é complicada, mas o treinador, Thiago Campbell, ainda não jogou a toalha. Mesmo otimista, ele mantém os pés no chão e deixa claro o objetivo do clube na competição.

— Nunca escondemos que a Copa Rio é um laboratório para valorizar os atletas da base, e que estamos nos organizando, desde já, para a Série B do Campeonato Carioca - explicou.
A ideia é que a espinha dorsal da equipe ganhe entrosamento e inicie a preparação para a segunda divisão do estadual à frente dos principais concorrentes. O objetivo da próxima temporada é devolver o Barra Mansa à elite do futebol carioca em 2017.

— O Barra Mansa vai ser um dos poucos times que estarão prontos para o ano quem vem ainda nesta temporada. Não vamos conseguir respirar sem os jogadores que temos aqui, e a maioria deles estão abaixo de 21 anos - disse.

Fora de campo, a diretoria trabalha para regularizar todos os jogadores e conseguir a liberação do Estádio Leão do Sul, que segue dependendo do cumprimento de exigências da Polícia Militar, baseadas no Estatuto do Torcedor. Apesar da burocracia, a expectativa é voltar a mandar um jogo em casa na última rodada da primeira fase da Copa Rio: dia 28 de outubro, contra o Audax-RJ.

Com 5 pontos, o Barra Mansa ocupa a terceira colocação do grupo B. O time volta a campo no dia 11 de outubro (domingo), para o clássico regional contra o já classificado Voltaço. A partida será às 15h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Fonte: GE