quinta-feira, 30 de abril de 2015

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte IV (1926 a 1930)

Time do BMFC de 1926: Fernando, Braune, Tonhão, Cavaleiro da Lua, Ernesto, Careca e Henrique; Baiãozinho, Chiquinho, Amadeu, Moreira e Roseira
1926 – A popularidade do Barra Mansa crescia cada vez mais e, no dia 17 de abril de 1926, o jornal “Gazetinha” noticiava: “A diretoria do BMFC assinou contrato com a Santa Casa de Misericórdia para utilizar o terreno onde se encontra seu campo de futebol pelos próximos 20 anos, sob o pagamento anual de 800$000. Esse foi o primeiro passo para a construção da arquibancada”. O ano de 1926 marcou o início de uma nova etapa para o futebol no município, surgiram novas equipes, novos campos e, principalmente, a “semana esportiva”, quando eram realizadas várias partidas de futebol entre os times locais e de outras localidades. Nos dois primeiros finais de semana do mês de maio foram realizados vários jogos, dentre alguns, em especial, nos jogos do Barra Mansa era oferecida uma Taça ao vencedor da partida. No dia 1º de maio, o Barra Mansa enfrentou o Aymoré Foot-Ball Club, vencendo o mesmo por 4 a 0 (três gols de Henrique e um de Amadeu). No dia 2, o Barra Mansa venceu o Canto do Rio Foot-Ball Club por 3 a 0 (gols de Mario, Henrique e Amadeu). No dia 29 de agosto, o Leão do Sul foi até a cidade de Barra do Piraí para enfrentar o eterno rival Central Sport Club. O BMFC venceu por 2 a 1 (gols de Henrique e Eduardo). Em 4 de setembro, o jornal “Gazetinha” noticiava que “A equipe do BMFC, composta por Antônio, Roseira, Ataulfo, Ernesto, Alberto, Moreira, Eduardo, Manoelzinho, Amadeu, Henrique e Careca, consolidou-se Campeã do Sul. De volta ao município barra-mansense, a equipe trouxe a linda Taça que recebeu após a vitória em Barra do Piraí”. Outras vitórias foram destaques durante o ano, tais como: Salic Foot-Ball Club, do Rio de Janeiro, por 5 a 2; novamente o Central por 2 a 1 (gols de Henrique e Edson); Rio de Janeiro Athletic Club por 3 a 1; sobre um combinado da Guanabara por 7 a 0 (dois gols de Henrique, dois de Amadeu, dois de Aníbal e um de Baião).

1927 – Em 30 de janeiro, o Barra Mansa iniciava o ano com um encontro entre a 1ª e 2º equipe do Barra Mansa e do Sport Club Valenciano. No jogo do 2º time o Barra Mansa venceu por 5 a 2 (Ariberto, Rubens, Aragão e 2 gols de Anibal). No jogo do 1º, o resultado foi de 3 a 1 para o Barra Mansa (gols de Henrique, Moacyr e Chiquinho). O jornal “A Rua”, de 31 de março de 1927, publicou um relato de um confronto entre Barra Mansa e Central, em Barra do Piraí, que não terminou bem para o clube barramansense, como se nota na leitura: “A luta foi muito interessante, notando-se energia de parte a parte. O primeiro tempo decorreu bem e terminou empatado em 1x1. (...) Depois de 15 minutos, o BM conquistou outro gol. Os locais reagiram novamente e, ao fazerem um perigoso ataque, (...) o jogador Patrício do BM, praticou uma escandalosa falta na área do gol, obrigando o juiz a punir essa penalidade máxima, o que não satisfez o indisciplinado jogador, que se esquecendo dos preceitos da boa educação, agrediu fisicamente e moralmente os nossos jogadores, dando essa estúpida agressão origem a um pequeno conflito, o qual não teve maiores proporções, devido à intervenção da polícia. O time do BMFC retirou-se do campo e o juiz, agindo bem, fez bater a penalidade, que resultou em outro gol para o Central e empatou de novo a partida. Pela lógica e obedecendo a regra esportiva, a vitoria coube ao disciplinado e ordeiro time do Central Sport Club, que por justiça venceu por 3 a 2. A taça (...) foi entregue ao Central”.

1928 – No dia 1º de janeiro, o jornal “Correio da Manhã” anunciava um jogo entre as equipes do Barra Mansa e do Sport Club Valenciano e destacava os seguintes atletas do clube barramansense: Roseira, Amadeu, Patrício e Henrique. A equipe de Valença venceu por 5 a 2. Nesse ano, o mesmo jornal divulgava os resultados de um concurso público para conhecer o melhor jogador de futebol do Brasil e o nome do atleta do Barra Mansa Futebol Clube Alberto Corrêa aparecia na lista. Entre os resultados de destaque, o Leão do Sul venceu o combinado do Figueira de Melo por 2 a 1. Em campo, o Barra Mansa conquistou a Taça Presidente Manoel Duarte.  

1929 – Nesse ano o Barra Mansa disputou o Campeonato Fluminense e conseguiu chegar às finais da Zona Sul, quando, no dia 7 de julho, foi derrotado pelo Central por 3 a 1, em Barra do Piraí. No dia 17 de novembro, o Barra Mansa enfrentou o São Januário Athletic Club, formado por jogadores do Vasco da Gama e do São Cristóvão. A partida terminou com a vitória dos barramansenses por 6 a 0. Outros confrontos durante o ano foram: vitória sobre Vitória F. C. por 7 a 0; sobre o Palmeira A.C. por 9 a 0; sobre Expresso Federal A.C. por 9 a 1; e um empate em 1 a 1 com o Vasco da Gama.

1930 – O jornal “Gazetinha”, de 16 de abril de 1930, publicou uma nota sobre um confronto entre Barra Mansa e Royal, na qual se diz: “Realizou-se no último domingo, um jogo entre o Barra Mansa Foot-Ball Club e o Sport Club Royal, de Barra do Piraí, que foi derrotado por 5 a 2. O jogo foi em homenagem ao presidente da Câmara Municipal Adolpho Klotz, que ofereceu prêmios aos jogadores vencedores”.

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte I (ano 1915)
História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte III (1921 a 1925)
História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte V (1931 a 1935)

Fonte: Pesquisas de Nikson Salem

sexta-feira, 24 de abril de 2015

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte III (1921 a 1925)

Barra Mansa Foot-Ball Club de 1925
1921 – Neste ano, dois grandes resultados conquistados pelo Barra Mansa contra equipes cariocas foram destaques nos jornais da cidade. No dia 12 de setembro, realizou-se em Barra Mansa uma partida contra o Sport Club Tijuca e a equipe barramansense impôs uma sonora goleada de 13 a 1, com gols de Carlito (6), Alberto (4) e Romeu (3). No dia 20 de novembro, o Barra Mansa recebeu o Bonsucesso e venceu por 6 a 3, com gols de Carlito (3), Alberto (2) e Barbosa.

1922 – No dia 7 de maio, o Barra Mansa recebeu um combinado do Clube de Regatas Vasco da Gama. O jogo, que atraiu grande número de torcedores ao campo do Barra Mansa, terminou em 3 a 3. O resultado não agradou a imprensa barramansense, que cobrou mais empenho e treinamento de seus jogadores. Em 1922, já aparecia o nome de Esperidião Geraidine compondo a diretoria do clube, assumindo como 1º tesoureiro. E, no jornal “Gazetinha”, de 6 de maio de 1922, publicava-se a seguinte nota sobre reformas no campo do Barra Mansa: “A nova diretoria já está trabalhando para recolocar o Barra Mansa Foot-Ball Club em situação de destaque. Alguns melhoramentos estão sendo realizados no campo de futebol como, por exemplo, a grade que isole os jogadores da torcida, que sempre tomada pela emoção invadi o campo. A diretoria pensa restabelecer em breve o funcionamento do banheiro, colocando a disposição de seus sócios jogadores”.

1923 – Em abril de 1923, foi organizado o primeiro campeonato municipal de Barra Mansa, quando todos os sócios do Barra Mansa Foot-Ball Club poderiam montar seus times e entrar na disputa. Seriam entregues 11 medalhas aos jogadores do time campeão e uma taça, oferecida pelo jornal “O Sport”. A taça ficaria temporariamente com o time campeão, e em definitivo com a equipe que conquistasse três campeonatos seguidos. O Torneio “Initium” teve início no dia 29 de maio, com jogos entre o Barra Mansa Foot-Ball Club, Floriano Peixoto, Almirante Barroso, Tiradentes, e Marcílio Dias. Lamenta-se não ser encontrada mais nenhuma fonte para pesquisa sobre o campeonato, não se pode precisar quais times participaram e quem se sagrou campeão. Apenas a certeza de que esse campeonato foi a única atividade esportiva do clube no ano.

1924 – No dia 16 de março, o Barra Mansa Foot-Ball Club enfrentou o time do Tennis Foot-Ball Club, da cidade de Mendes. Em jogo, estava a disputa da Taça Hanseatica, oferecida pela cervejaria Hanseatica. O time barramansense venceu a partida pelo placar de 3 a 1 e assegurou o que talvez seja a sua primeira taça. No “Jornal do Brasil”, de 27 de agosto de 1924, mereceu nota a partida do dia 24 de agosto, quando o primeiro e o segundo time do Barra Mansa enfrentou o Tupy Sport Club, campeão da Serra do Mar, sendo derrotado pelos reservas do Tupy e empatando com os titulares.

1925 – O jornal “Gazetinha”, de 29 de agosto de 1925, publicou uma nota se mostrando satisfeita com as vitórias do Barra Mansa após não permitir mais jogadores de fora em seu elenco e dizia “Depois que a diretoria atual assumiu o compromisso de abolir os enxertos (incluir no time jogadores de fora da cidade), as vitórias do Barra Mansa Foot-Ball Club vão se acentuando a cada dia. Não só aumentou o estímulo dos nossos jogadores como o interesse de nossa população pelo clube. O Barra Mansa deve ser barra-mansense”. Prosseguindo, o texto informa as partidas vitoriosas: sobre o Rezende por 3 a 2; sobre o Clube de Regatas Flamengo por 4 a 1 (gols de Walter, Braune, Amadeu e Carequinha); sobre o Central Sport Club por 4 a 1; sobre o Sara Foot-Ball Club por 6 a 0, com gols de Braune (3), Alberto, Saquarema e Carequinha; sobre o Mário Carrão Foot-Ball Club por 4 a 1, com gols de Alberto (2), Braune e Carequinha, duas vitórias sobre o time do General Carlos Arlindo, do Rio de Janeiro – 3x0 (dois gols de Amadeu um de Saquarema) e 5x1 (três gols de Carequinha e dois de Alberto); sobre o Sport Club Basil por 3 a 1, com três gols de Alberto.

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte I (ano 1915)
História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte IV (1926 a 1930)

Fonte: Pesquisas de Nikson Salem

terça-feira, 21 de abril de 2015

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte II (1916 a 1920)

Fernando e Braune - dois atletas do BMFC na década de 1910
1916 – O Barra Mansa Foot-Ball Club passou a atuar contra as equipes da região e, em 21 de maio, o clube venceu por 1 a 0 o Redondense Athletico Foot-Ball Club, no campo do adversário, com gol de Silico. Entre outros oponentes, em 2 de junho, a equipe barramansense foi a Quatis e empatou em 2 a 2 com o Quatiense. No mês seguinte, o Barra Mansa foi à cidade de Bananal e, em confronto entre reservas, venceu por 3 a 0 o time local – o Sport Club Rio Branco -, com gols de Olindino, Silico e Rafael, mas, no jogo principal, vitória da equipe bananalense por 2 a 1.

1917 – O Barra Mansa teve seu campo inaugurado no mês de abril de 1917 e mais conquistas vieram, tais como as vitórias contra o Rezendense e o Quatiense. A revista “Cartão Postal”, de 17 de junho, assim descreveu a vitória em revanche contra o Rezende: “Conforme esperávamos, o nosso glorioso Barra Mansa Foot-Ball Club, poucas horas deixou o seu digno adversário de Resende gozar a vitória do dia 3. Assim, com o intuito puramente de revanche, para lá seguiram, domingo passado, os dois primeiros times da nossa sociedade sportiva, trazendo, como era de esperar, os louros colhidos com a derrota dos valentes 1º e 2º times do Rezende Foot-Ball Club”.

1918 – No dia 27 de janeiro, os jogadores do Barra Mansa se dirigiram à cidade mineira de Riberirão Vermelho para um amistoso interestadual contra a equipe local – Irmãos Foot-Ball Club – e foram vencedores pelo placar de 2 a 0, com dois gols de Balthazar. O jornal “Gazetinha” descreveu um dos gols do artilheiro da seguinte forma: “Depois de lances admiráveis, com passes bem combinados, conseguiu Balthazar varar o gol adversário, marcando o primeiro ponto para o seu clube”. Mais confrontos se sucederam durante o ano – Barra Mansa 2x1 Sport Club de Mendes (gols de Rafael e Balthazar); Barra Mansa 1x1 Paracamby; Barra Mansa 1x0 Tiro 491, de Barra Mansa, com gol de Barros.

1919 – Diante da pouca atividade do Barra Mansa nos primeiros meses do ano, o jornal “Gazetinha”, de 17 de julho de 1919, fez questão de parabenizar a iniciativa de alguns barramanseses da cidade que estavam empenhados com a retomada do clube, tal como se nota nesse trecho: “Alguns rapazes estão tratando da reorganização do Barra Mansa Foot-Ball Club. Nós que sempre batemos palmas aos que trabalham pelo engrandecimento desse querido torrão fluminense, enviamos daqui os nossos calorosos parabéns a esses dignos moços pela brilhante iniciativa, desejando vitórias sobre vitórias ao valoroso clube, justamente aclamado no ano findo, o Campeão do Sul do estado”.

1920 – O ano de 1920 foi de mais atividade no futebol do clube. Entre os resultados que foram destaques, no dia 11 de abril, o Barra Mansa recebeu a equipe do Barra do Piray Foot-Ball Club e venceu por 1 a 0, com gol de Bianco; em agosto, mais uma vitória do time barramansense que enfrentou o Rezendense no campo do Barra Mansa (2 a 1, com gols de Rafael e Agnaldo); no mês de setembro, o Barra Mansa foi derrotado pelo time do Fluminense Foot-Ball Club, de Resende, por 2 a 1.

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte I (ano 1915)
História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte III (1921 a 1925)

Fonte: Pesquisas de Nikson Salem

domingo, 19 de abril de 2015

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte I (ano 1915)

Campo da Figueira, inaugurado em 29 de maio de 1910
Sobre a história do surgimento do Barra Mansa Futebol Clube, quase não há textos documentando fatos. Para se ter uma ideia, o registro mais antigo que se tem da expressão Barra Mansa Foot-Ball Clube data-se de 10 de outubro de 1915, quando o jornal "Cartão Postal" noticiou a fundação oficial do clube em 26 de setembro de 1915, assumindo como presidente o Dr. Antônio Morávia Júnior.

Todavia, antes de 1915, muitos futebolistas da cidade de Barra Mansa já haviam tentado, por várias vezes, formalizar a criação de um clube. Em 24 de outubro de 1909, por exemplo, sob à presidência de Carolino Lengruber, tomou posse a diretoria do Foot-Ball Club Barramansense, clube que inaugurou, em 1910, o Campo da Figueira, que se localizava onde hoje fica a fábrica da Bom Gosto.

Voltando ao ano de 1915, foi neste ano que se tem registrada a primeira resenha de uma partida do clube. O jornal "Cartão Postal" noticiou que, no dia 19 de dezembro de 1915, o Barra Mansa Futebol Clube fez o seu primeiro jogo oficial, quando recebeu a equipe carioca do Athletic Foot-Ball Club para uma partida amistosa. O resultado frustrou os torcedores, pois os visitantes venceram por 3 a 2, em um confronto muito disputado. Os gols da equipe barramansense foram marcados por Guimarães e Walter.

Vale ressaltar que, historicamente, sempre se considerou o dia 15 de novembro de 1908 como a data de fundação do Barra Mansa Futebol Clube.

Ficha técnica do primeiro jogo oficial do Barra Mansa Futebol Clube:
19 de dezembro de 1915
Barra Mansa 2x3 Atlhetic (Rio de Janeiro)
Local: Barra Mansa
Juiz: Francisco Leite.
Gols: Guimarães e Walter (Barra Mansa); Cyro e Ruy (Atlhetic)
Barra Mansa: Quinzinho - Walter e Penna – Guimarães - Fernando e Soares - Samuel - Theophilo – Ismar - Heitor e Lourenço.
Atlhetic: Uimbyrê - Alvez e Rabello – Dualco - Paiva e Hugo – Adhemar – Cyro – Ruy - Renato e Albino.

História do Barra Mansa Futebol Clube - Parte II (1916 a 1920)

Fonte: Pesquisas de Nikson Salem Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 16 de abril de 2015

No Pleno do TJD, Barra Mansa tem punição mantida e segue rebaixado

O Barra Mansa voltou a perder nos tribunais, na noite desta quinta-feira (16), no Rio de Janeiro. Em julgamento ocorrido no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), o clube teve mantida sua punição de 15 pontos perdidos no Campeonato Carioca por causa da escalação irregular dos jogadores Rômulo e Wesley, em cinco partidas do Estadual. Com isso, a equipe do Sul Fluminense permanece matematicamente rebaixada, mas promete recorrer ao STJD para reaver os pontos que ganhou no campo.

A primeira punição ao Barra Mansa saiu em julgamento ocorrido há quase duas semanas, também no TJD. Como o clube recorreu, uma nova apreciação do caso foi marcada para esta quinta e contou com a presença de advogados do próprio clube do Sul, além de Nova Iguaçu e Boavista, que jogariam o play-off do rebaixamento a partir desta quinta, mas ficaram com as duas últimas posições na tabela, já que o recurso do Leão do Sul lhe deu direito a um efeito suspensivo.

O julgamento, marcado para as 18h, começou duas horas depois do previsto por uma série de contratempos, como demoradas reuniões entre os auditores e o atraso de Domingos Moro, advogado do Boavista. Do lado barramansense, o clube se apresentou com dois novos advogados: Felipe de Macedo e Roberto Veloso, em substiuição a Almir Marques, presidente do Barra Mansa e que o representou no primeiro julgamento.

Inicialmente, foi a defesa que se pronunciou. Ela culpou a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FFERJ) pela confusão no registro dos jogadores, afirmando que ambos estavam regularizados desde o início de fevereiro, quando tiveram seus nomes colocados no Boletim Informativo de Registro de Atletas (BIRA), e não a partir de março, quando passaram a aparecer na lista de inscrições do Estadual, uma novidade para 2015. Os advogados do clube apontaram ainda incongruências entre o regulamento da Federação e o que rege as competições da entidade.

- A FFERJ traz insegurança. Pelos artigos do RGC (Regulamento Geral de Competições), você não tem certeza de quando o jogador está em condição ou não. Pelo que diz o regulamento da Federação, o Rômulo não estava irregular no Art. 214. Ele estava inscrito no BIRA desde 3 de dezembro de 2014 - afirmou Felipe.

Do lado do Boavista, o advogado Domingos Moro atacou o que considerou um erro do Barra Mansa e lembrou o primeiro julgamento, em que o presidente Almir Marques admitiu o equívoco do clube, mas pediu a punição em forma de multa, e não em perda de pontos:

- Todos aqui somos advogados. O presidente do Barra Mansa confessou o erro e buscou uma pena alternativa. Não dá para admitir. É normal que uma Federação faça exigências de inscrição e ela não está em julgamento aqui. A Conmebol exige uma lista para a Libertadores, a Federação Paulista também. Tudo isso foi discutido nos Arbitrais. O Artigo 214 deixa claro que não importa o fato do jogador ter ficado apenas no banco. Se fosse assim, o artigo seria burro. A norma não é essa. O Barra Mansa não cumpriu o regulamento.

Se, no primeiro julgamento, o Barra Mansa foi punido por unanimidade (cinco votos a zero), a história foi um pouco diferente nesta quinta. Apesar da Procuradoria do Tribunal pedir a manutenção da punição, o primeiro voto foi favorável à absolvição. Em seguida, no entanto, veio a "virada" contra o Leão: outros cinco auditores votaram a favor de uma sanção, sendo quatro pela perda de 15 pontos e outro pela perda de apenas três.

No fim, a punição foi mesmo mantida e deixou o Barrão matematicamente rebaixado à Segunda Divisão, com -6 pontos.

Fonte: FutRio

Barra Mansa vai usar e-mail da Ferj na defesa no Pleno; clubes miram recurso

O Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) julga nesta quinta-feira o recurso apresentado pelo Barra Mansa no caso da perda de 15 pontos por uma suposta escalação irregular de dois atletas no Carioca. A diretoria do Sul-Fluminense revelou que vai utilizar um e-mail expedido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) que sustentaria as condições de jogo do zagueiro Rômulo - apontado pelo tribunal como escalado irregularmente em cinco partidas.

- Nós vamos sustentar a mesma coisa que apresentamos no primeiro julgamento. Primeiro que nós entendemos que houve um cerceamento de defesa. Além disso, temos outra prova: um e-mail passado pela Ferj constando o Rômulo na relação. Além disso, ele não jogou em nenhuma das partidas citadas no processo - afirma o presidente do Barra Mansa, Almir Marques.

O zagueiro Rômulo teria constado na súmula irregularmente em três partidas antes de aparecer na relação oficial de atletas disponibilizada pela Federação em seu site oficial. Até o dia 4 de março, dia da inclusão, Rômulo havia ficado no banco contra o Volta Redonda, Flamengo e Bonsucesso. Outro jogador também citado no processo, Wesley esteve como opção apenas na primeira rodada contra o Volta Redonda. Entretanto, o Tribunal também considerou que, nas partidas contra o Vasco e Resende, Rômulo, apesar de sequer ter ido para o banco, constava na lista de relacionados. Com isso, o TJD-RJ sentenciou a irregularidade em cinco partidas: portanto, 15 pontos. Outro detalhe, porém, chama a atenção. O clube não teve os pontos dos empates contra Vasco, Cabofriense e Resende retirados, como prevê o Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

- Ele não estava nem relacionado para o banco - resume o presidente do Barra Mansa.
O caso, no entanto, não deve parar no Pleno do TJD-RJ e provavelmente vai se arrastar até o Superior Tribunal de Justiça Desportiva, última instância da esfera jurídica esportiva. Isso porque o dirigentes de Barra Mansa e Nova Iguaçu - terceiro interessado no processo e, portanto, autorizado a questionar as sentenças - já prometeram recorrer em caso de derrota. Vale lembrar que caso o Barra Mansa recupere os pontos, a Laranja da Baixada e o Boavista caem para a Série B do Carioca.

- Com certeza (vamos entrar com recurso em caso de derrota). Vai ser uma surpresa se for o contrário. Primeiro que foi 7 a 0 no primeiro julgamento. Não é possível que haja uma mudança neste sentido. A coisa é muito clara. Não tem como. Se tivesse dúvida, a gente até pensaria. Vamos até o final - disse o presidente do Nova Iguaçu, Jânio Moraes.

- Com certeza vamos até o final. Já mostramos nosso inconformismo com a decisão da primeira instância. Caso não seja dado provimento ao nosso recurso, vamos recorrer. Vamos até o final - decretou também o mandatário do Barra Mansa.

O julgamento no Pleno do TJD-RJ acontece nesta quinta-feira, às 18h, no Plenário Homero das Neves Freitas, no Rio de Janeiro.

Fonte: Globoesporte.com

segunda-feira, 13 de abril de 2015

No TJD/RJ, Barra Mansa consegue a suspensão dos playoffs do rebaixamento

Os playoffs entre Boavista e Nova Iguaçu para a decisão do último rebaixado à Série B do Carioca não vão mais acontecer nesta semana. Despromovido com pontuação negativa após perder 15 pontos pela escalação irregular de dois jogadores, o Barra Mansa entrou com recurso voluntário pedindo um efeito suspensivo e foi atendido pelo relator do TJD/RJ, Rui Teles Filho.

Segundo o Tribunal, o jogo não acontecerá por conta da possibilidade do Barra Mansa recuperar esses pontos, já que um novo julgamento será marcado pelo Pleno, devido do recurso. Caso o Leão do Sul recupere os pontos, ele permanece na Série A e Nova Iguaçu e Boavista serão rebaixados para a Segunda Divisão sem a necessidade de playoff, que seria dispensável.

Enquanto não há definição sobre os casos, Nova Iguaçu e Boavista permanecem treinando normalmente. O julgamento do pleno está marcado para quinta-feira (16), às 17h.

Confira a comunicação do TJD/RJ:

Comunicação nº 086/15 - TJD/RJ
Despacho do Relator
Processo: 077/15: Recurso Voluntário com Pedido de Efeito Suspensivo

Recorrente: Barra Mansa Futebol Clube
Recorrido: Decisão da 5ª Comissão Disciplinar Regional
Terceiros Interessados: Associação Desportiva Cabofriense, Nova Iguaçu Futebol Clube e Boavista Sport Club.

Despacho: 1. Relatório.

A Douta Procuradoria deste Tribunal de Justiça Desportiva, instada pelo Terceiro Interessado Nova Iguaçu Futebol Clube, ofereceu denúncia contra o Barra Mansa Futebol Clube, pela pratica da conduta tipificada no artigo 214 CBJD, por 06 (seis) vezes, por ter utilizado o atleta ROMULO DA SILVA ELIAS e WESCLEY PEREIRA DA SILVA, de forma irregular na partida realizada em 31/01/2015, e do atleta ROMULO DA SILVA ELIAS nas partidas realizadas em 04/02/2015, 11/02/2015, 18/02/2015 e 25/02/2015.

Em sessão de julgamento da C. Quinta Comissão Disciplinar foi o denunciado apenado, por unanimidade de votos, a perda, de 15 (quinze) pontos, e por maioria de votos multado em R$ 5.000,00, quanto à imputação do artigo 214 do CBJD.

Inconformado com a decisão o Barra Mansa Futebol Clube, interpõe, tempestivamente, Recurso Voluntário com pedido de Efeito Suspensivo, sendo cumpridas as exigências legais impostas à interposição do referido Recurso.

É o relatório, passo a decidir.

Com fulcro no artigo 147 do CBJD, passo a examinar o requerido.

Sem adentrar ao mérito da questão, é inegável que o art. 147-A do CBJD estabelece desde que se convença da verossimilhança das alegações do Recorrente, quando a simples devolução da matéria puder causar prejuízo irreparável ou de difícil reparação, e o inciso II do art. 147-B do CBJD, estabelece que sempre que houver cominação de pena pecuniária, o recurso deverá ser recebido no efeito suspensivo.

Pelas razões expostas, estando presentes as hipóteses dos art. 147-A e do inciso II do art. 147-B do CBJD, concedo o efeito suspensivo até a decisão final do recurso interposto.

2. Diante do exposto, CONCEDO o Efeito Suspensivo, para determinar a suspensão dos jogos do Grupo X.

3. Publique-se e cumpra-se;

4. Vista à Douta Procuradoria;

5. Inclua-se, IMEDIATAMENTE, em pauta.

Rui Teles Calandrini Filho
Relator

Fonte: FutRio

domingo, 12 de abril de 2015

Juniores do Barra Mansa terminam à frente dos rivais Voltaço e Resende

Comandado por Thiago Campbell, a time juniores do Barra Mansa fez uma boa campanha no I turno do Campeonato Carioca 2015, terminando à frente dos rivais da região sul fluminense - Volta Redonda e Resende.

A equipe terminou a Taça Guanabara em 9º lugar (com 19 pontos), após conquistar 5 vitórias, 4 empates e obter 6 derrotas. Entre os artilheiros da temporada, destacaram-se os jovens Gustavo Ferreira (5 gols) e Vinícius Santos (3 gols).

“Meu papel é revelar atletas da base para o elenco profissional, assim como buscar títulos e boas colocações nas competições disputadas para aumentar a valorização e reconhecimento pelo trabalho que é realizado com eles”, disse Campbell, ao jornal A Voz da Cidade.

A partir de 6 de maio, os juniores do Barra Mansa voltam aos gramados para a disputa do II turno do Campeonato Carioca (Taça Rio), quando estreia contra o Voltaço

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Vitinho fecha com Macaé; outros atletas também já confirmam futuro

O meia-atacante Vitinho disputou, nesta quarta-feira (8), seu último jogo com a camisa do Barra Mansa em 2015. Com o fim do Campeonato Carioca, ele já tem uma nova casa: o Macaé Esporte, que entrou em acordo com o jogador e contará com ele a partir da próxima semana, já visando o início da Série B do Campeonato Brasileiro, em maio.

Vitinho é um jogador que marcou seu nome na história do Barra Mansa. Com passagens em 2012, 2014 e 2015, o meia atuou em mais de 70 jogos e marcou 17 gols pelo Leão do Sul.

Outros jogadores do Barra Mansa também estão sendo confirmados em outras equipes. O goleiro Tiago Leal e o meia Nandinho devem se transferir para o Gonçalense, enquanto o lateral-esquerdo Wallace está se transferindo para o Queimados.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Barra Mansa empata com Tigres e aguarda decisão do Tribunal

Tigres e Barra Mansa empataram nesta quarta-feira (8) à noite, no Estádio de Los Larios, pelo placar de 1 a 1, pela última rodada do Campeonato Carioca. Os gols do jogo foram de Jean Carioca, para o Tigres, e de Nandinho, para o Barra Mansa. Com o resultado, a Fera da Baixada escapou do rebaixamento, mas terá que jogar a Seletiva no segundo semestre. O Leão do Sul já está rebaixado para a Série B.

A maior parte da ação ocorreu na primeira etapa. O primeiro lance de perigo foi do já rebaixado Barra Mansa, aos 12 minutos: Nandinho recebeu bola pelo alto, na marca do pênalti, e bateu bonito, mas Poti se esticou todo e fez um verdadeiro milagre. Pouco depois, veio o gol: após um escanteio curto, Nandinho driblou o zagueiro e cruzou para Hudson, que ajeitou de cabeça para o próprio Nandinho fuzilar e fazer 1 a 0.

O Tigres não estava passando do meio-campo, mas deu a resposta após a parada técnica. Aos 22 minutos, a Fera da Baixada teve pênalti marcado a seu favor, que Jean Carioca cobrou e fez: 1 a 1. Após um equilíbrio, o Barra Mansa voltou a assustar aos 41, quando Maicol recebeu na direita e bateu forte, para bela defesa de Poti, mais uma vez salvandoo Tigres.

Durante o segundo tempo, poucas chances foram criadas e, apesar do ímpeto das equipes em sair com a vitória, o resultado se manteve inalterado. Ruim para os dois times que, no entanto, seguem caminhos diferentes na sequência da temporada.

A partida
Tigres do Brasil 1x1 Barra Mansa - Campeonato Carioca, 15ª rodada - 8/4/2015 às 22h
Estádio de Los Larios (Duque de Caxias - RJ)
Árbitro: Pathrice Wallace Correia Maia
Assistentes: Daniel de Oliveira Pereira e Marcio Moreira de Queiroz
Tigres do Brasil: Poti; Tiago Bastos (David 35'/1ºT), Junior, Matheus e Edson; Leão, Alex Sassá, Kevin e Jean Carioca; Fabiano Oliveira (Marlinho 36'/2ºT) e Paulinho Guará (Thiago Spice 44'/2ºT). Técnico: Rubens Filho.
Barra Mansa: Santos; Dudu, Rômulo, Thiagão e Wallace; Vitor Sena, Maicol (Jefferson 13'/2ºT), Rafael Laurenço e Vitinho; Nandinho (Yogo 32'/2ºT) e Hudson (Kaike 32'/2ºT). Técnico: Manoel Neto.
Cartões amarelos: Matheus, Kevin (TIG); Wallace (BMA)
Público: 289 pagantes
Renda: R$ 5.370,00

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Vivendo pesadelo na elite, Tigres e Barra Mansa duelam em Los Larios

Há aproximadamente um ano, com campanhas de destaque na Série B, Tigres e Barra Mansa conquistavam um lugar na elite do Carioca. No entanto, o sonho de figurar entre os grandes virou pesadelo e a disputa na elite estadual se mostrou mais competitiva que o esperado. O retrato dos times na tabela de classificação antes da última rodada não é animador e está longe do imaginado por dirigentes e torcedores ao conquistar o acesso.

Dependendo de uma vitória para se afastar do rebaixamento, o Tigres está na 12ª posição, com 10 pontos. Matematicamente rebaixado, depois de perder 15 pontos em uma decisão do TJD por escalar irregularmente o lateral-direito Wesley e o zagueiro Rômulo em cinco partidas, todavia o clube irá recorrer da decisão.

As equipes se enfrentam na quarta-feira, às 22h, em Los Larios. Apita o jogo Pathrice Wallace Correa Maia. Ele será auxiliado por Daniel de Oliveira Alves Pereira e Márcio Moreira de Queiroz.

Escalação:
Tigres: sem poder contar com o volante Renan, suspenso, Rubens deve escalar os seguintes jogadores: Santiago, Tiago, Zé Carlos, Matheus e Edson. Júnior (Kevin), Leão, Sassá e Jean Carioca; Paulinho e Fabiano.
Barra Mansa: depois da expulsão de Thiago Leal, contra o Friburguense, Manoel Neto deve ir a campo com; Santos, Dudu, Rômulo, Thiagão e Wallace; Sena, Maicol, Rafael Laurenço e Vitinho; Hudson e Jefinho.

Fonte: Globoesporte.com 

terça-feira, 7 de abril de 2015

Tigres x Barra Mansa: histórico de confrontos

Barra Mansa e Tigres Brasil jogam nesta quarta-feira, às 22h, no estádio Los Larios, em Duque de caxias. As duas equipes já se enfrentaram em dez oportunidades em jogos oficiais. A equipe da Baixada Fluminense leva ligeira vantagem (com 5 vitórias), enquanto que o Leão do Sul venceu por três vezes. Todavia, o Barra Mansa leva vantagem quando o assunto é jogo decisivo.

O primeiro confronto entre as duas equipes ocorreu no estádio Los Larios, em Duque de caxias, em 18 de maio de 2011, pela Série B do Campeonato Carioca, e o Barra Mansa venceu por 2 a 1 (dois gols de Fernando Camargo).

A última partida realizada entre os dois clubes ocorreu no ano passado, no dia 25 de junho de 2014, justamente no jogo que definiu o título da Série B e o acesso do Barra Mansa para a Série A do campeonato Carioca. Na oportunidade, o Barra Mansa venceu o Tigres por 2 a 1, no estádio Los Larios, com gols de Bahie e Kaike.

sábado, 4 de abril de 2015

Com goleiro expulso, Barra Mansa perde para o Macaé

O Barra Mansa vai para última rodada do Campeonato Estadual na luta contra o rebaixamento. Na tarde deste sábado, o Leão do Sul acabou derrotado pelo Macaé, por 3 a 1, e ficou a uma posição da zona de degola.

O Barra Mansa tem oito pontos ganhou, contra sete do Nova Iguaçu, primeira equipe na área de queda. O Boavista tem seis pontos. Na próxima rodada o Leão vai até a Baixada Fluminense para encarar o Tigres, no Estádio de Los Larios. O Macaé não almeja mais nada no campeonato, e vai pegar o Botafogo, no Engenhão.

Os torcedores do Leão do Sul devem ficar de olho ainda no jogo do Boavista contra o Friburguense e do Nova Iguaçu contra o Flamengo.

O Jogo
O Macaé não tomou sustos e desde o início foi o dono das ações na partida. Mesmo com quase total controle do jogo, o primeiro gol dos donos da casa só saiu aos 27 minutos. Após bate-rebate na área do Barra Mansa, a bola sobrou para Fernando Santos que emendou de primeira e abriu o placar para o Macaé.

O Leão do Sul não conseguiu nem mesmo se aproveitar da falta de vontade dos donos da casa. Tanto que aos 39 minutos o Macaé fez o segundo, com Pipico. Em bela cobrança de falta, o atacante acertou o ângulo de Santos e fez o segundo.

O Barra Mansa até voltou melhor para o segundo tempo, mas esbarrou em uma equipe bem montada e com jogadores experientes. O Leão chegou a criar algumas jogadas, mas foi o Macaé quem ainda fez mais um. Alisson passou boa bola para o lateral Diego Correa, que entrou na área e ainda escolheu o canto.

O Leão deixou sua marca aos 41 minutos, em um belo lance de Hudson. O garoto recebeu em boa posição e tocou por cobertura, na saída de Ricardo Berna. O lance deu números finais ao jogo.

Ficha técnica:
4/4/2015
Macaé 3x1 Barra Mansa
Local: Estádio Cláudio Moacyr
Pagantes: 885 pessoas
Presentes: 975 pessoas
Renda: R$ 10.820
Gols: Fernando Santos 27'/1ºT (1-0); Pipico 39'/1ºT (2-0); Diego 25'/2ºT (3-0); Hudson 41'/2ºT (3-1).
Cartão vermelho: Thiago Leal (Barra Mansa)
Macaé: Berna, Dos Santos, Filipe Machado, Brinner e Diego; Alisson, Aloísio (Marquinho), Juninho e Fernando Santos (Éberson); Giancarlo (Bruno Tanque) e Pipico. Técnico: Marcelo Cabo
Barra Mansa: Thiago Leal; Dudu, Rômulo, Thiagão e Walace; Vitor Sena, Maicol (Nandinho), Rafael Laurenço e Vitinho (Leo Torquato); Jefinho (Santos) e Hudson. Técnico: Manuel Neto

Fonte: Diário do Vale Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Juniores do Barra Mansa vencem o Macaé por 3 a 2

Em partida válida pela 14ª rodada da Taça Guanabara do Campeonato Carioca de juniores, o time do Barra Mansa enfrentou o Macaé, no estádio Cláudio Moacyr, em Macaé. O Leão do Sul foi vitorioso ao bater a equipe da região Norte Fluminense por 3 a 2.

A equipe comandada pelo treinador Thiago Campbell chega aos 19 pontos e alcança a 9ª posição, com 5 vitórias, 4 empates e 5 derrotas. A próxima partida será na quarta-feira (8), contra o Tigres, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Atleta do Barra Mansa denunciado está regularizado no BIRA (Boletim da FERJ) desde novembro

Página atual do Barra Mansa no Bira (FERJ)
A 5ª Comissão Disciplinar do TJD/RJ acolheu a denúncia da Procuradoria e vai julgar o Barra Mansa por ter supostamente escalado o zagueiro Rômulo de forma irregular por cinco vezes. A denúncia partiu do Nova Iguaçu, que entrou com um recurso no TJD que foi aceito pela Procuradoria. O clube foi incurso no art. 214 do CBJD que prevê, além da perda dos pontos, multa que varia de R$ 100 a R$ 100 mil.

No entanto, se for analisado o BIRA (Boletim Informativo de Registro dos Atletas) do site da FERJ, será verificado que o atleta Rômulo Elias da Silva teve seu nome gerado em 3 de novembro de 2014, sem qualquer pendência ou exigência desde então.

Se o atleta estivesse, de fato, em situação irregular, seu nome seria transferido para uma lista abaixo, com cabeçalho em vermelho, no qual lista os "Atletas do(a) em exigências". A conclusão que se tem é que, caso o atleta estivesse realmente irregular, a FERJ não poderia ter mantido seu nome como regularizado no BIRA, obtendo parcela de culpa no erro ocorrido.

O clube será julgado pelo TJD-RJ nesta segunda-feira (6/4). Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Barra Mansa no Carioca: sub-20 tem o dobro de pontos dos profissionais

Thiago Campbell é o treinador dos juniores do Barra Mansa
A aposta em pratas da casa é a engrenagem do elenco de juniores do Barra Mansa no Campeonato Carioca Sub-20. É o que diz o treinador, Thiago Campbell, para tentar explicar a campanha que considera "acima das expectativas". Estreante na primeira divisão, o "Leãozinho" acumula 16 pontos — o dobro do que o elenco principal conquistou nos profissionais.

O jovem comandante,de apenas 26 anos, conta que "garimpou" a cidade para descobrir as joias, que compõem 60% do grupo.

— Dos nossos 40 atletas, a maioria é morador da cidade. E isso é um grande diferencial da nossa equipe. Nós apostamos nos talentos da casa e com isso estamos vindo de bons resultados no torneio. Tanto é que, em comparação a outras equipes da região, nós estamos com a melhor campanha – explicou Thiago.

A 9ª colocação na tabela é ainda mais valorizada se comparada a de outros dois times do Sul do Rio de Janeiro: o Voltaço é 12º, com 13, e o Resende é 13º, com 9. O último bom resultado foi no domingo. Enquanto os profissionais foram goleados por 4 a 2, nos juniores a barra não foi nada mansa para o Fluminense: 1 a 1.

— Barra Mansa tem potencial pra gente apostar nos talentos daqui, só é preciso trabalhar para alcançar os êxitos. Nós temos um objetivo, de proporcionar um caminho brilhante para esses jogadores, e estamos trabalhando para buscar um destaque ainda maior no mercado de trabalho – contou.

A experiência de Thiago Campbell no futebol é disfarçada pela idade. Ele começou a treinar times infantis de um condomínio, em competições regionais de futsal, com apenas 16 anos. Foi ganhando notoriedade na cidade ao conquistar títulos importantes e assumiu o sub-15 do futebol de campo do Barra Mansa em 2012.

Hoje, técnico do sub-20, se divide entre o momento mais importante da história do clube e o último ano do curso de educação física. Ao fim do estadual, Thiago poderá dar uma atenção maior à graduação. Mas, antes, ainda tem dois compromissos fora de casa: no sábado, contra o Macaé, e na quarta-feira seguinte, contra o Tigres.

Fonte: Globoesporte.com Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Barra Mansa enfrenta Macaé para fugir do rebaixamento

Depois de uma semana tumultuada, o Barra Mansa vai entrar em campo para esquecer a crise vivida nos bastidores. Na quarta-feira, os jogadores alegaram atraso nos salários e não treinaram. Segundo a diretoria, o pagamento foi feito na tarde de quinta-feira. Se fora de campo a situação não é boa, dentro dele não é diferente. Com apenas uma vitória e 8 pontos, o Barra Mansa, que faz sua primeira temporada na elite, depende de um bom resultado contra o Macaé para não voltar à zona de rebaixamento.

Escalações:
Macaé: Marcelo Cabo precisou quebrar a cabeça para escalar o Macaé. Sem Max na lateral direita, Dos Santos foi deslocado. Giancarlo volta ao time, e Alisson ganha chance no meio. Com isso, o time vai a campo com Berna, Dos Santos, Filipe Machado, Brinner e Diego; Alisson, Aloísio, Juninho e Fernando Santos; Giancarlo e Pipico.

Barra Mansa: depois de empatar com o Botafogo e perder do Fluminense, a tendência é que o técnico Manoel Neto não promova mudanças na equipe. Assim, deve ir a campo com: Thiago Leal; Dudu, Rômulo, Thiagão e Wallace; Vitor Sena, Maicol, Rafael Laurenço e Vitinho; Nandinho e Hudson.

Histórico de confrontos:
Será o primeiro encontro entre Barra Mansa e Macaé Esporte na história. No entanto, o Leão do Sul já enfrentou por duas vezes uma outra equipe da cidade macaense. Em 1993, Barra Mansa e União Macaé chegaram ao quadrangular final da segunda divisão. Os resultados foram: União Macaé 0x1 Barra Mansa; Barra Mansa 1x1 União Macaé. Das duas equipes, apenas o Barra Mansa conquistou o acesso ao Módulo Intermediário da primeira divisão no ano seguinte.

Fonte: Globoesporte.com Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Barra Mansa paga premiação e time deve voltar aos treinos nesta sexta (3)

O Barra Mansa deve voltar aos treinos nesta sexta-feira (3). Depois de dois dias de greve, a diretoria pagou parte dos salários de fevereiro e o "bicho" pela vitória sobre o Nova Iguaçu e, com isso, os jogadores prometem retomar as atividades e entrar em campo normalmente no fim de semana, contra o Macaé.

A revolta começou na quarta e, já nesta quinta, também não houve treinamentos. Porém, a diretoria agiu rápido, conseguiu os valores junto à Prefeitura e repassou aos jogadores. Segundo os atletas informaram ao FutRio.net, ainda restam dois meses de vencimentos a serem quitados, mas as atividades serão retomadas.

Em 14º lugar no Estadual, o Barra Mansa enfrenta o Macaé no sábado, às 16h, no Moacyrzão.

Fonte: FutRio Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...